terça-feira, outubro 27, 2009

Taxista é morto a facadas após assalto









Borracheiro e vendedor de peças de artesanato matam a golpes de faca taxista de Irati

Irati - Na madrugada de terça-feira (27), o taxista Valdir Sequinel, de 60 anos de idade, conhecido por “Vardo” recebeu uma ligação de João Maria Raimundo, de 48 anos de idade, borracheiro do Posto Corinthiano, na BR 277 para fazer uma corrida. Por volta das 2h da madrugada, Valdir avisou sua esposa que precisava atender um cliente borracheiro. Valdir dirigiu-se a BR 277, em sentido a borracharia e pegou João Maria Raimundo e o passageiro Valdemir da Conceição, de 18 anos, vendedor de peças de artesanato e foi até a localidade de Assungui, em Fernandes Pinheiro. No meio do caminho, o taxista foi assaltado pelos dois elementos, os quais pegaram o seu celular e R$ 79 reais em dinheiro.
O passageiro, Valdemir que estava no banco traseiro do veículo, Fiat Siena, placas AJC-2086, de Irati, em posse de uma faca deferiu um golpe no pescoço do taxista, após, retiraram-no do automóvel. O borracheiro João Maria continuou deferindo golpes com a faca, o matando. Valdir foi deixado no local em óbito. Em seguida, retornaram a BR 277 com o veículo, na localidade de Linha do Pinho e atearam fogo no carro.
Segundo o Tenente Marcondes, substituto do capitão Taborda, da 2ª Cia de Irati “Os elementos queimaram o carro, provavelmente para querer despistar o crime, mas não tiveram sucesso”. Acrescenta ainda dizendo: “Eles confessaram que já haviam premeditado o crime, há mais ou menos dez dias atrás tinham ligado para Valdir solicitando seu serviço, mas ele havia negado”.
Durante a manhã toda a PM, PC, P2 e conhecidos do taxista saíram em busca de Valdir, que até então não o tinham encontrado. Um de seus amigos taxista, Altevir Bonfim, de 68 anos saiu em busca do colega de trabalho e chegou a ir na borracharia de João onde o encontrou trabalhando, e perguntou se tinham visto o taxista Valdir. “Notei que o borracheiro tremeu quando perguntei de Valdir. Eu estava falando com o próprio assassino dele”, indigna-se. “Vardo estava com seu veículo, trabalhando de taxista há pelo menos três anos”, conta Altevir.
Valdir residia na Rua 19 de dezembro, no centro de Irati. A família preocupada com o desaparecimento do taxista entrou em contato com a polícia e contaram a situação, foi quando a equipe policial dirigiu-se a borracharia. Abordado pela polícia, João Maria confessou o crime de imediato, ao adentrarem a borracharia, local onde ele morava encontraram Valdemir escondido embaixo da cama. Ambos foram levados para a Delegacia de Irati para prestarem depoimentos e serem autuados pelo crime cometido.
João Maria Raimundo tem passagem por roubo na polícia. Nos meados de 1984, João esteve preso na delegacia de Teixeira Soares, foi ele que numa tentativa de fuga abriu as celas para os presos fugirem.

Texto e fotos: Silvia Costa, da Redação

Motociclista morre na PRT 153 próximo a Rebouças



Rebouças - Na manhã desta terça-feira (27), por volta das 9h30 ocorreu um acidente na PRT 153 entre o trevo de saída de Rebouças e Rio Azul e o trevo central de acesso à cidade, próximo à estação de tratamento de esgoto.
No local, os policiais militares e a polícia civil encontraram na barranca do Rio Riozinho, o corpo de Luiz Carlos Fernandes, 30, residente em Faxinal dos Paulas, Rio Azul. Fernandes conduzia a motocicleta GC Titan, cor cinza, placas AJU 7135, do mesmo município.
No levantamento preliminar realizado no local, a polícia verificou que o motociclista – que morreu no local - provavelmente seguia sentido Rio Azul à Rebouças quando saiu à margem direita da pista (causa não apurada), bateu em uma placa de sinalização existente no local indo parar próximo aquele rio.
Texto e foto: Clayton Burgath

segunda-feira, outubro 26, 2009

Zeni Zavelinski reencontra sua família depois de 39 anos

Irati – Depois que o caso de Zeni Zavelinski se tornou público chocando a população de Irati e região devido aos maus tratos que recebia da família em que trabalhava, enfim, reencontrou sua família.
No dia 15, a primeira dama, Eliza Regina Gemelli da Silva, da Secretaria de Ação Social de Curitiba foi até a cidade de Laranjeiras do Sul, zona rural e localizou seus familiares, até então, dado por mortos a Zeni. O tio de Zeni, Amauri Zavelinski foi levado para acompanhar a liberação legal da mesma junto ao abrigo e proteção.
No dia 20, Zeni saiu de Curitiba para reencontrar a família em Laranjeiras do Sul. Ao na sua cidade Natal, por volta das 14h teve uma grande recepção na Secretaria de Ação Municipal de Ação Social.
Emocionada, Zeni abraçou a mãe, Iracema Pereira da Rosa, de 77 anos, e os outros familiares que estavam presentes. Em seguida, questionada sobre os maus tratos, confirmou que era agredida com cabos de vassoura e que o casal de Curitiba havia informado que os seus parentes tinham morrido.
Agora Zeni planeja uma vida nova, quer voltar a estudar e não quer mais largar de sua mãe. A família com medo, não divulga o endereço de Zeni em Laranjeiras com receio de que possam fazer algo contra ela.
A Secretaria Municipal de Ação Social contratou uma advogada para tratar do caso. Rosa Elci dos Anjos afirmou que vai estudar a situação e pretende entrar com uma ação para pedir indenização por danos morais contra o casal de Curitiba.

Texto: Silvia Costa, da Redação

PRF cria sistema de registro de roubo de veículos

Centro Sul - A Polícia Rodoviária Federal implantou a mais de cinco anos em seu sistema, o registro de ocorrências via web para veículos roubados ou furtados. Adaptando-se as novas tecnologias, o sistema ALERTA vem para aumentar a eficiência das ocorrências policiais.
Segundo o Insp. Fabiano Moreno, Chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF “Antes as ocorrências somente eram feitas através da Polícia Civil, hoje, além deles, temos o site www.dprf.gov.br, através do link ALERTA (Veículo Roubado) onde poderá registrar seu veículo furtado ou roubado”. A corporação percebeu que tinha em mãos um novo conjunto de instrumentos que poderiam ser implantados para o aumento do combate ao crime nas estradas federais.
Com a implantação da rede que está interligado em todas as unidades de fiscalização, possibilitou a criação de um sistema praticamente instantâneo. O processo das informações funciona da seguinte forma: ao registrar os dados do veículo roubado no sistema, primeiramente é encaminhado para a Central de informações operacionais do Estado que faz a verificação dos dados, em seguida, adicionam no sistema. “As informações tem um crivo e por isso evitamos falsos registros de comunicação de crime, assim, confirmam-se os dados antes de inseri-los no sistema. Existem pessoas de má fé que poderão acessar o nosso sistema”, acrescenta Fabiano Moreno.
A partir dos dados confirmados, o sistema passa a operar em todo o Brasil, sendo aproximadamente 400 postos. Por dia, são registradas 8 ocorrências no Estado do Paraná de veículos roubados ou furtados. As informações são repassadas para todas as viaturas e postos do estado onde ocorreu o crime e também para os estados vizinhos.
As primeiras horas da ocorrência são cruciais para o sucesso da ação policial.“Esse registro deverá ser feito nas primeiras 72 horas. É o tempo que o veículo roubado muitas vezes leva para ser desmanchado ou adulterado. Esse sistema não dispensa registro na Polícia Civil, pois aumenta assim a possibilidade de encontrar veículo furtado”, relata Fernando.
Desde o momento em que o cidadão dá queixa do roubo do seu veículo numa delegacia de polícia, são gastas aproximadamente 36 horas para que a informação esteja disponibilizada no sistema RENAVAM. Com isso, perde-se o melhor momento de obtenção de sucesso na recuperação do veículo, que são as primeiras 72 horas.
De janeiro a outubro deste ano, a PRF recuperou 436 veículos roubados, sendo em média um veículo recuperado por dia.
Com isso, o ALERTA torna-se uma importante ferramenta por proporcionar informação imediata e comunicação eficiente, contribuindo para o sucesso da ação policial. O registro também pode ser feito por telefone. Basta ligar para a Central de Operações da PRF do seu Estado.

Texto: Silvia Costa, da Redação

Rapaz é denunciado por transitar armado

Fernandes Pinheiro – Após várias ligações anônimas – 190 – sobre um cidadão que transitava na localidade de Bituva das Campinas de posse de uma espingarda. A Polícia Militar deslocou-se no local e encontrou o cidadão, Ismael de Barros Leal, de 26 anos de idade. Ao ser indagado pela equipe policial quanto a arma de fogo, confessou ter uma espingarda, mas que estava em sua casa, em seguida, dirigiram-se a residência e apreensão da espingarda calibre 32, com dois cartuchos intactos. A arma foi encaminhada juntamente com Ismael a Delegacia de Teixeira Soares para as devidas providências, pois o cidadão não informou a origem da referida arma e nem documentação legal de posse ou registro.

“Chouriço” é encontrado morto

Irati – Neste sábado (24), por volta das 13h um casal encontrou num terreno baldio, situado na Rua Anastácio Galiciolli, no bairro Canisianas o corpo de Adilson Marques dos Santos, de 33 anos. Adilson, popularmente conhecido por “Chouriço” estava com ferimentos na cabeça e cortes profundos no rosto.
Segundo informações da PM, no terreno não havia marcas de sangue, o que provavelmente o local serviu para desova do corpo. “Chouriço” costumava caminhar pela cidade, um dos locais que freqüentava era a Estação Rodoviária. O corpo de Adilson foi encaminhado ao IML de Ponta Grossa. A Polícia Civil está investigando os motivos da morte de Adilson.

Rebelião é contida pela PM em Imbituva

Imbituva – No final da tarde desta terça-feira (20), a 2ª Companhia de Polícia Militar foi informada sobre o início de uma rebelião no interior da Delegacia de Polícia Civil de Imbituva, que contava com 42 presos. O motivo para tal fato foi uma desavença entre dois reclusos, sendo que os demais tomaram parte na briga.
Deslocaram-se para a delegacia as equipes da Rotam, Povo Centro, Policiamento Reservado – P/2 e equipes do Destacamento da PM de Imbituva. Após ser contida a tentativa de rebelião todos os presos foram colocados no solário e foi feito a revista em todas as celas da Delegacia. Foram encontrados diversos objetos com gilete, facas de cozinha, pedaços de pau, folha de cheque assinada e em branco, dois carregadores de celular, e, ainda dois aparelhos de celular, marca Nokia.
Devido à superlotação na delegacia, o que ocorre em diversos estabelecimentos carcerários, foi transferido dois presos para Ponta Grossa e para Irati a PM trouxe José Claudinei da Silva, vulgo ‘Caixão’, 32 anos, preso há mais de três anos acusado de duas tentativas de homicídio e, Rodolfo da Silva, vulgo ‘Rambo’, 22 anos, ele teria assaltado uma agência dos Correios e o módulo policial de Castro, nos Campos Gerais, levando coletes a prova de balas e armas.
Denuncie, colabore com a Polícia Militar no 190 ou 181.

Texto: SC, com informações da PM

Rapaz é preso após insultar uma família e desacatar policiais

Imbituva – Na noite de quarta-feira (21), um homem (não identificado no boletim da PM) entrou em contato com a Polícia Militar de Imbituva informando que estava com a sua família e cunhado transitando com o veículo GM/Corsa, placas MCS-1418, cinza pela Rua Benjamim Constant. Ao parar o veículo, ao lado da Praça do Skate para desembarcar seu cunhado foram abordados por um rapaz infrator que disse: "O que está olhando, seu filho da puta!". O homem disse que o motivo da parada do veículo, não era por causa dele, em seguida, o infrator pegou uma pedra e arremessou contra o veículo, atingindo o vidro traseiro, quebrando-o.
A equipe de serviço realizou patrulhamento no local e imediações, sendo abordado o infrator C.O.R. na estação rodoviária da cidade. No momento da abordagem, o rapaz reagiu à prisão, utilizando força física, além de desacatar e ameaçar os policiais. Após ser detido foi conduzido ao Cartório da Polícia Militar para a lavratura do Termo Circunstanciado de dano e posteriormente a delegacia pela infração de resistência, ameaça e desacato.

Elementos são presos após passar nota falsa

Imbituva – Na quarta-feira (21), por volta das 16h30 foram presos dois elementos da cidade de Laranjeiras do Sul por passarem notas falsas no valor de R$ 100 reais. Com eles foram encontrados mais quatro notas falsas de R$ 100 reais. Além deles, os detidos informaram que haviam mais dois elementos, um deles fugiu num veiculo Gol, cor preta, de Curitiba e o outro estava com um veiculo Ford Fiesta, de cor bordo. O sdetidos foram encaminhados a Delegacia de Polícia de Imbituva para os procedimentos cabíveis.

sábado, outubro 24, 2009

Morre ao defender garota da qual gostava

Diego dos Santos Vieira Xisto, 24 anos, conhecido como “Negão do Bambolê”, não teve tempo de se declarar para a garota que gostava. Ele foi assassinado por volta das 2h de ontem, no trilho de trem da Rua Flávio Dallegrave, cruzamento com a Avenida Anita Garibaldi, ao lado do Parque da Barreirinha. Diego foi baleado por dois indivíduos, que abordaram o casal e pediram dinheiro.Conforme foi apurado pelos policiais militares do 20.º Batalhão, Diego conversava com a garota e iria pedi-la em namoro. Dois rapazes se aproximaram e deram voz de assalto, pedindo o dinheiro das vítimas. Diego disse que não tinha nada e, então, um dos marginais apontou a arma para a menina.BrigaO jovem, com medo de que ela sofresse alguma violência, partiu para a briga. Houve luta corporal, mas o marginal conseguiu se desvencilhar e atirou. Diego levou dois tiros na cabeça e morreu na hora. Os bandidos fugiram, sem levar nada, e a garota não foi ferida. Segundo a polícia, Diego morava no Jardim Graziela, em Almirante Tamandaré.

Mata a mulher, liga para a mãe e depois se suicida


“Eu fiz uma besteira. Matei a Priscila”. Estas teriam sido as últimas palavras de Cleverson Leandro Mielk, 29 anos, num telefonema à sua mãe, contando que havia acabado de assassinar a esposa, Pricila Moreira Mielk, 25.

Logo em seguida, se matou com um tiro na cabeça. Os corpos foram encontrados pela Polícia Militar dentro do carro do casal, na esquina das Ruas Antônio Turíbio Teixeira Braga e Ângelo Massignan, no Butiatuvinha.

Segundo levantou o soldado Cleder, do 12.º Batalhão da PM, Cleverson e Pricila passaram oito anos casados, tinham um filho e moravam na Rua José Culpi, próximo dali.

Há 10 dias, estavam separados e se desentendendo. Ontem à noite, Cleverson foi buscar a mulher no trabalho, uma autoescola na Avenida Vereador Toaldo Túlio, São Braz, para levá-la em casa.

Discussão

Provavelmente, recebeu uma negativa ao tentar a reconciliação, descontrolou-se e deu um tiro no peito e outro na cabeça da jovem. Depois do telefonema à mãe, Cleverson se matou. O revólver calibre 38 ficou caído no colo do rapaz.

Ao chegar ao local, os policiais acharam que a mulher ainda estava com vida. Como o carro estava trancado, quebraram o vidro traseiro para abrir o veículo. Porém, só constataram o morte do casal.

Parana Online

quinta-feira, outubro 22, 2009

PM acaba com início de rebelião em Imbituva



Através da intervenção das equipes da 2ª Companhia da Polícia Militar, um princípio de rebelião na Delegacia de Polícia Civil de Imbituva foi interrompida. Às 18h30 dessa terça-feira (20), a PM foi informada da situação e foram até o local as equipes da Rotam, Povo Centro, Policiamento Reservado – P/2 e equipes do Destacamento da PM de Imbituva.

Na delegacia foi obtida a informação que dois detentos entraram em desavença e os outros presos acabaram entrando na briga. Quando contidos, os detentos foram colocados no solário e foram feitas revistas em todas as celas, onde foram encontrados diversos estoques com lâminas de barbear, facas de cozinha, pedaços de pau, uma folha de cheque assinada e em branco, dois carregadores de celular e dois celulares da marca Nokia.
Assim como em outras cadeias públicas, em Imbituva há excesso de presos. No local havia 42 detentos. Para Ponta Grossa foram transferidos dois. Para Irati a PM trouxe José Claudinei da Silva, vulgo ‘Caixão’, 32 anos, preso há mais de três anos acusado de duas tentativas de homicídio – uma com arma de fogo e uma com arma branca (faca) e por ter assaltado uma funcionária de uma loja de móveis em Imbituva, a qual levava para um banco um malote com R$ 23 mil.

O outro preso transferido para Irati é Rodolfo da Silva, vulgo ‘Rambo’, 22 anos, que estava na Delegacia de Imbituva desde o ano passado. Ele teria assaltado uma agência dos Correios e o módulo policial de Castro, nos Campos Gerais, levando coletes a prova de balas e armas.

Colabore com a Polícia Militar através de denúncia anônimas no 190 ou na narcodenúncia 181.

Colégio da Polícia Militar abre inscrições para teste de seleção

Estudantes interessados em ingressar no Colégio da Polícia Militar do Paraná (CPM) têm até 6 de novembro para se inscrever para o teste seletivo. A instituição já divulgou o edital que estabelece as condições para a seleção. São oferecidas vagas para a 5.ª série do ensino fundamental, nos períodos da manhã e da tarde, e para a 1.ª do ensino médio, no período da noite.

As inscrições podem ser feitas na sede do CPM, na Rua José Ferreira Pinheiro, 349, Portão, em Curitiba, das 13h às 19h. A seleção será realizada em 28 de novembro, no próprio colégio. O resultado do teste vai ser divulgado em 14 de dezembro. O conteúdo programático a ser cobrado no teste está disponível no site www.apmf-cpm.com.br.

Para fazer a inscrição no teste seletivo é preciso apresentar duas fotos 3×4 coloridas e recentes, certidão de nascimento ou carteira de identidade original do aluno, declaração de matrícula do colégio em que está cursando a 4.ª série ou 8.ª série e pagar a taxa de R$ 35 para a Associação de Pais, Mestres e Funcionários do Colégio da Polícia Militar.

Se o candidato for filho de policial ou bombeiro militar é preciso apresentar, além dos documentos exigidos para todos os candidatos, contracheque ou carteira funcional do responsável, ou comprovante judicial ou documento legal que comprove a tutela, para candidato que estiver sob tutela de policial ou bombeiro militar. Esses documentos são imprescindíveis para que o candidato possa concorrer às vagas preferenciais.

O CPM oferece 60 vagas para a 5.ª série (manhã), sendo 40 delas preferenciais para filhos de policiais e bombeiros militares e 20 vagas complementares para filhos de civis. Para a 5.ª série (tarde) são oferecidas 60 vagas, sendo 40 preferenciais para filhos de policiais e bombeiros militares e 20 vagas complementares. Para o 1.º ano são 90 vagas (noite), sendo 60 delas preferenciais para filhos de policiais e bombeiros militares e 30 complementares para filhos de civis.



FONTE: AEN

Zeni reencontra a mãe e os parentes em Laranjeiras do Sul


Zeni Zavelinski, 54 anos, reencontrou a mãe e os parentes em Laranjeiras do Sul, na tarde desta terça-feira (20), depois de 38 anos de separação. O encontro aconteceu na sede da Secretaria Municipal de Ação Social, por volta das 14 horas.

Emocionada, Zeni abraçou a mãe, Iracema Pereira da Rosa, de 77 anos,e confirmou que sofria maus-tratos. Disse que era agredida com cabos de vassoura e que o casal de Curitiba havia informado que os seus parentes tinham morrido.

Um inquérito foi aberto pela Delegacia da Mulher de Curitiba, segunda-feira (19), para investigar as acusações de Zeni. Em depoimento, ela disse que era mantida em cárcere privado, que apanhava e que não recebia salário.

Zeni afirmou que o casal permitia apenas que ela fosse à missa e ao supermercado. Mas, nos últimos tempos isso também não era permitido.

Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, no sábado (17) o casal negou as acusações de maus-tratos e afirmou que Zeni nunca foi impedida de procurar os parentes.

Vida nova

Ao lado dos parentes, Zeni planeja uma vida nova, quer estudar e não quer mais se separar da mãe, com quem irá morar em Laranjeiras do Sul. Segundo Zeni, o casal não deixou que frequentasse a escola. Ela sabe apenas assinar o nome, o que aprendeu quando ainda morava com a família.

A família disse que não irá divulgar o endereço em que mãe e filha irão residir, temendo que algo possa ser feito contra Zeni por causa das acusações feitas contra o casal.

A Secretaria Municipal de Ação Social contratou uma advogada para tratar do caso. Rosa Elci dos Anjos afirmou que vai estudar a situação e pretende entrar com uma ação para pedir indenização por danos morais contra o casal de Curitiba.

Separação da família

Zeni contou que ela e um irmão foram retirados da família em 1971, pois o pai morreu e a Justiça entendeu que dona Iracema não tinha condições de criá-los. Então os dois foram levados para serem criados por duas famílias diferentes. Porém, a família que adotou o irmão de Zeni o devolveu em seguida. Já Zeni foi levada para Irati, nos Campos Gerais, e depois para Curitiba.

Leia mais…

FONTE: GAZETA DO POVO ONLINE - Fernanda Leitóles, com informações de Luiz Carlos da Cruz

Alunos são afastados após filmar cena de sexo em banheiro de colégio

Um caso alarmante veio à tona nesta quarta-feira (21) em Curitiba. Um vídeo de sexo entre alunos dentro do banheiro do Colégio Estadual do Paraná (CEP), a maior escola pública do estado, foi parar na internet. Três estudantes, dois rapazes e uma garota de 13 anos, teriam deixado a sala, em horário de aula, para praticar sexo no banheiro.

Um dos estudantes gravou toda a cena e colocou as imagens na internet. O vídeo já foi retirado da rede, mas circulou livremente pelos celulares dos alunos do colégio. O caso virou tema de discussão entre os alunos na comunidade do colégio em um site de relacionamentos.


De acordo com o telejornal ParanáTV 1.ª edição, o assunto está proibido no colégio. Os alunos de todos os períodos estão sendo alertados das consequências da divulgação do vídeo. A direção do colégio informou que os três estudantes estão afastados do colégio, mas cumprindo as atividades escolares em casa.

O caso está sob os cuidados sobre a Delegacia do Adolescente, mas as investigações são sigilosas. Para a Secretaria de Estado da Educação (SEED), casos como este devem ser combatidos com informação. “Nós temos ainda um índice muito alto de gravidez na adolescência, de incidência de doenças sexualmente transmissíveis e tudo isso por uma experiência de sexualidade precoce. Então, a conversa é muito importante para que eles entendam quais são os riscos de atos impensados”, disse Alayde Digiovanni, superintendente da Secretaria de Educação.

Para a educadora Lizia Naguel, o problema não está relacionado só com educação sexual. “O problema é de responsabilidade, educação para a cidadania, de respeito pelo próximo”, disse a educadora, em entrevista ao telejornal.

Ela conta que situações semelhantes já aconteceram em outros estados. “Não é inédito, não é exclusivo do Paraná e vem crescendo com o silêncio dos educadores, das instituições de educação e do governo”, afirmou.

A Secretaria de Educação divulgou nota afirmando que quando recebe notícias envolvendo alunos da rede estadual que estejam em situação de risco, atua para garantir a permanência do aluno na escola. Neste caso, o objetivo do colégio é evitar que os estudantes sofram constrangimento.

“A comunidade escolar também está sendo orientada a continuar os projetos de prevenção à violência e preservação da saúde nos seus diversos níveis, e a apoiar as medidas tomadas pela Administração para o retorno da normalidade no ambiente escolar”, explica a nota.

Casos semelhantes

Outros três casos recentes de exposição de imagens na internet tiveram repercussão na mídia. Em São Lourenço, Minas Gerais, um aluno foi condenado por divulgar imagens da relação sexual que teve com uma menor de 15 anos, no carnaval de 2005.

O rapaz recebeu a pena de quatro anos, três meses e 20 dias de prisão pela Vara Criminal e da Infância e da Juventude de São Lourenço, por pornografia infantil (artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente) e pelo crime de ameaça (artigo 147 do Código Penal).

Também em Minas Gerais, um vídeo que mostra uma adolescente de 15 anos mantendo relações sexuais com outro dois menores foi denunciado pela diretora de uma escola estadual, na cidade de Varginha. No dia 16 de agosto, o caso chegou a polícia com a entrega de dois celulares que continham as imagens.

Em 2008, no Rio de Janeiro, estudante de Direito, Mariana Pinheiro Corrêa, 20 anos, montou uma página na internet para explicar o problema que enfrentou em 2006 quando as suas fotos nuas foram parar na internet. O material foi postado pelo namorado depois do rompimento do relacionamento. Mesmo tendo sido atendida pelo site para a retirada das imagens, suas fotos continuam espalhadas pela rede. Por conta disso, Mariana precisou mudar-se de Petrópolis para o Rio de Janeiro.



FONTE: tudoparana

16/10/2009 - CASCAVEL - MP-PR e GAECO prendem homem acusado de pedofilia

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) de Cascavel, força-tarefa do Ministério Público do Paraná e das Polícias Civil e Militar, prendeu no fim da tarde de ontem (15), em flagrante, um homem acusado da prática de pedofilia (artigos 241-A, 241-B e 241-D, do Estatuto da Criança e do Adolescente).

A prisão foi resultado de investigações que tiveram início há cerca de dez dias, quando o GAECO recebeu notícias de duas mães, cujas filhas, de 8 e 12 anos, estavam sendo assediadas pelo acusado, por meio da internet.

Segundo informações preliminares, o homem estabelecia contato com as duas meninas pelo programa MSN e pelo site de relacionamentos Orkut.

A partir dessas investigações, foi requerida autorização judicial para realização de busca na residência do acusado, quando se verificou que ele mantinha arquivos digitais com fotografias pornográficas de crianças. Constatou-se ainda que, após receber e-mail com essas fotografias, o homem enviou nova mensagem à pessoa que lhe havia remetido os arquivos, solicitando outras fotos semelhantes.

As investigações prosseguirão para verificar a possível existência de novas vítimas, assim como para identificar integrantes de suposta rede de pedofilia.




Informações MPPR

terça-feira, outubro 20, 2009

Zeni Zavelinski afirma ter ficado 38 anos em cárcere privado


Irati - Foram quase quatro décadas em cárcere privado em um apartamento central na cidade de Curitiba e sofrendo maus tratos, declarou Ze¬¬ni Zavelinski, hoje com 54 anos de idade.
Na quarta-feira passada um guardador de carros relatou à um advogado conhecido, Aristides Athayde que uma mulher residente num prédio próximo, sempre reclamava que sofria maus tratos, trabalhava sem receber salário e era impedida de procurar a família. O advogado e dois policiais militares deslocaram-se até o edifício, Aristides ao encontrá-la ficou espantando – “Ela estava muito nervosa e apresentava sinais de hematomas nos braços. Disse-me que era impedida de ver a família há 38 anos, o casal disse aos policiais que ela não batia bem da cabeça. E ficavam insistindo para a mulher entrar em casa novamente.”, relatou o advogado.
Zeni foi encaminhada a promotora de Justiça, Terezinha Resede Carula onde declarou que recebia tapas na cabeça e beliscões. Dava exemplos das agressões. O advogado acrescentou ainda que quando quebrou uma máquina de lavar apanhou muito e que era acordada com baldes de água.
A promotora pediu que a Delegacia da Mulher instaurasse um inquérito para descobrir o que estava acontecendo. E encaminhou dona Zeni para um abrigo da Fundação de Ação Social (FAS), de onde ela deve sair na semana que vem para, finalmente, rever sua família.

O caso
Zeni lembra que em 1971, com 17 anos de idade foi levada de sua casa em Laranjeiras do Sul através de uma autorização judicial para morar com uma família, em Irati. A mãe nega as acusações dizendo que ela foi tirada da família.
Quando a antiga “patroa” morreu, ela passou a trabalhar para a filha e o marido, primeiramente em Irati e depois em um apartamento em Curitiba. “Eu limpava a casa e lavava a roupa e só saía para fazer compras”, afirma. “Comida eles davam bastante, mas ela brigava. Batia com a vassoura e dava beliscão. Ela gosta de judiar”, declarou Zeni.
Quando falava em procurar a família, Zeni ouvia que os parentes estavam mortos. “Eu tento encontrar eles desde 1988. Desconfiava que eles não estavam mortos, mas eu não tinha documentos”, relata. “Eles (o casal) diziam que se eu fugisse ia para um abrigo. Em Irati, eles me mantinham chaveada dentro do quarto e me acordavam com água fria na cama. Se eu fugisse, não teria o que comer”, contou. Ela disse que nunca estudou e nunca votou. Em Laranjeiras do Sul, pretende recomeçar a vida: “Quero começar a estudar”.
O tio de Zeni, Amauri Zavelins¬¬ki, 74 anos, diz que a família tinha per¬¬dido a esperança de encontrá-la. “Às vezes alguém passava por lá di¬¬zendo que ela estava em algum lu¬¬gar, mas eram só conversas”, con¬¬ta. “A gente achava esquisito e¬¬la não se comunicar, parecia que ti¬¬nha alguma coisa errada mesmo.” Ele não lembra como Zeni foi le¬¬vada. “Foi meu pai e minha mãe que decidiram. Só lembro que u¬¬ma mulher passou por lá e ela de¬¬sapareceu”.
No inicio de outubro, foi publicado num panfleto de imprensa alternativa, Pio do Jacu, nº 73, de Curitiba, uma foto de Zeni agradecendo a ajuda da Fundação de Assistência Social (FAS), que através da secretaria e primeira-dama, Eliza Regina Gemelli da Silva reencontraram a sua família.
A delegada Daniele de Oliveira Serigheli, da Delegacia da Mulher de Curitiba diz que ainda é cedo para afirmar se houve maus-tratos ou se Zeni era mantida em cárcere privado. “Vou devolvê-la para os responsáveis. Notei que ela tem dificuldades para falar, relatar o que aconteceu”, revela a delegada. “Ela foi ouvida no Ministério Público e a promotora requisitou um inquérito para apurar se houve cárcere privado e maus- tratos, mas isso ainda vai ter de ser investigado”.

O casal
A reportagem do Jornal Gazeta do Povo conseguiu contato por telefone com o aposentado que mantinha Zeni em sua casa. Ele pediu para não ter o nome revelado e negou as acusações de maus tratos e de que a mantinha em cárcere privado. “Ela estava há uns 30 anos com a gente. É considerada da família. Só que ela tem uns problemas mentais, andou conversando na rua e os guardas a levaram. Não soube se explicar”, diz. “Era bem tratada, tinha o quarto dela e a televisão.”
O aposentado negou que Zeni ficasse presa, que trabalhasse na casa e que fosse impedida de procurar a família. “Isso não procede. Ela fazia compras junto no mercado. Tinha outras empregadas, ela era considerada de casa”, garante. “A gente não sabe se (a família) morreu ou não. Ela tentou (localizar), mas não teve notícias, outros tentaram para ela, em Guarapuava.” Segundo ele, Zeni morava com a mãe de sua mulher. O aposentado disse que, se Zeni quiser, poderá voltar. “Ela será bem recebida”, concluiu.

Texto: Silvia Costa, da Redação com informações da Gazeta do Povo, site anjoseguerreiros e o Panfleto Pio do Jacu.
Foto: Site anjoseguerreiros

segunda-feira, outubro 19, 2009

Homem é agredido após cobrar a saída de inquilino

Rio Azul – Por volta das 19h30 de terça-feira (13), Amarildo F., proprietário da chácara, localizada na BR 153 que havia locado o imóvel à Antonio Sérgio Z. foi conversar com o inquilino devido ao acerto que fizeram de Antonio desocupar a chácara até o dia 10 de outubro passado, fato que não ocorreu.
Segundo o boletim de ocorrência da PM, Amarildo ao chegar na sua chácara foi agredido por Antonio com golpes de faca, o atingindo no braço esquerdo.
A viatura da PM deslocou-se ao local e detiveram Antonio, o encaminhando até a Delegacia de Polícia, onde lavraram o Termo Circunstanciado, por lesão corporal.
Antonio declarou a polícia que utilizou um pedaço de lajota para defender-se, pois Amarildo havia ofendido ele e sua esposa, Irene. Ambos foram advertidos ficando marcada audiência para os esclarecimentos e julgamentos dos fatos.

Acidente na estrada de Rio Azul

Rio Azul – Na terça-feira passada (13), por volta das 16h30, ocorreu um acidente de trânsito na estrada que liga Rio Azul a Marumbi dos Elias. A viatura da Polícia Militar deslocou-se até o local e constatou o acidente, um veículo Pálio, azul, placas BBR-5300, conduzido por O.G. estava com o retrovisor esquerdo quebrado. O outro veículo envolvido, um Pálio, bordo, placas AGR-2356, conduzido por M.G. que também teve o retrovisor esquerdo quebrado não se encontrava no local. Segundo M.G, havia se retirado do local para evitar confusão, pois um dos ocupantes do Pálio, de cor azul estava muito alterado. “O veículo Pálio Azul que invadiu a mão de direção, e causou o acidente”, disse M.G. Os condutores foram orientados para os procedimentos legais.
A Polícia Militar orienta aos motoristas que trafegam na estrada que liga - Rio Azul a Marumbi dos Elias para que dirijam com muita atenção e, principalmente, a uma velocidade compatível com a segurança da via, visto que a estrada é asfaltada, estreita e sem acostamento. Quando cruzam dois veículos, principalmente caminhões ou ônibus, o risco de acidente é muito grande, qualquer descuido pode ser fatal. O motorista que circula com seu veículo a uma velocidade baixa, evita até o erro do outro, e com toda certeza, chega ao seu destino final, sem acidentes. Então, motoristas, dirijam com cuidado.

Veículos colidem em Prudentópolis

Centro Sul - Na última quinta-feira (15), por volta das 16h50 ocorreu um acidente na PR 160, trecho da BR 277 à Prudentópolis. Um veículo Fiat, Fiorino, placas MCM-5173, de São José, Santa Catarina, conduzido por E.S.R., de 34 anos colidiu com o veículo Ford, Corcel II, placas AIG-6897, de Prudentópolis, conduzido por L.P., de 61 anos. Ninguém saiu ferido.
Ainda na quinta-feira, no período da noite, a viatura Povo da Polícia Militar de Prudentópolis atendeu a um acidente na região central da cidade. Uma pick-up, Ford Willys, placas AGS-6936, conduzida por A.A.R., 45 anos e o caminhão Iveco, placas DFM-5626, conduzido por O.P.S., colidiram-se na Avenida São João.
Foi constatado pela PM que o motorista do veículo pick-up não era habilitado, apresentava sinais de embriagues e o veículo não estava licenciado. Feito o teste do etilometro constatou-se 0,58 miligramas de álcool por litro de sangue.
Foram lavrados quatro autos de infração, o veículo e condutor foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Prudentópolis.

Caminhão tomba no Trevo de acesso a Irati


Irati - Na madrugada desta sexta-feira (16), ocorreu o segundo acidente no trevo principal de acesso a cidade de Irati, depois que a Concessionária Caminhos do Paraná iniciou as obras para construção de um viaduto.
Um caminhão, placas ABK-5386, de Toledo carregado com frango e carne bovina, da empresa Sadia acabou tombando ao lado da pista. O motorista, Arno Marcelo Butzge que seguia para Paranaguá saiu ileso do acidente.
No momento do acidente chovia muito, segundo o motorista teve problemas com o freio do caminhão.
Texto: SC, com informações da PRF
Foto: Rádio Najuá

sábado, outubro 17, 2009

Proprietário faz corte ilegal de 630 araucárias em Ivaí

A equipe da Polícia Florestal, do posto de Vila Velha, pode multar em cerca de R$ 77 mil o responsável pelo desmatamento de 630 araucárias. Através de uma denúncia pelo disque Força Verde, os policiais se deslocaram até a localidade de Faxinal da Forquilha - Tanque no Município de Ivaí. Além do corte sem autorização do órgão ambiental competente, foram constatadas outras irregularidades.
O proprietário foi acusado colocar fogo em floresta em estágio avançado de regeneração, ou seja, impedindo o crescimento natural em área de preservação. A área da queimada é correspondente a 18,4 hectares. Pelos cortes das araucárias, da espécie angustifólias, ou seja, o pinheiro-do-paraná, natural da Mata Atlântica, o infrator foi acusado de explorar floresta nativa em estágio avançado de crescimento. Foram apreendidos ainda, 350 metros cúbicos de lenha, originada do corte dos pinheiros.
Ao fazer o levantamento, a polícia constatou o responsável. O transgressor é reincidente e recebeu multas outras vezes por crime ambiental.
A lei prevê que o corte ilegal resultará no valor de R$ 750; o uso de fogo em área correspondente à 18,4 hectares pode render um pena de R$ 10,5 mil, mesmo valor que será atribuído a outro documento, correlativo a destruição da área. A última penalidade é atribuída ao impedimento da regeneração da mata, multa que pode chegar ao valor de R$ 50 mil.

JMNEWS

sexta-feira, outubro 16, 2009

Samu/Siate atendem mais às quartas-feiras

Com uma média de atendimentos equivalente a uma ocorrência a (praticamente) cada 2h, a rotina de atendimento dos plantonistas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e do Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergência (SIATE) em Ponta Grossa, no mês de setembro alcançou 1.321 registros. De acordo com relatório distribuído pela coordenação desse serviço, em setembro foram 1.321 ocorrências atendidas, com 1.381 vítimas atendidas pelos socorristas e outras 126 atendidas também pelos médicos que integram as equipes de plantão.
Em setembro, o Siate e o Samu atenderam a 159 ocorrências nas segundas-feiras, 185 nas terças, 222 nas quartas e 188 nas quintas. Foram ainda atendidas 185 nas sextas-feiras, contra 190 nos sábados e 192 nos domingos de setembro. É a primeira vez, este ano, que o meio da semana – quarta-feira – registra o maior índice de ocorrências.
No levantamento por horários, foi registrado um pico entre as 12h e as 17h59. No mês de setembro, nesse período foram atendidas 478 ocorrências, contra 386 no período entre 18h e 23h59; 297 entre 6h e 11h59 e 160, entre meia-noite e 5h59.
DESTINO
Das 1 381 vítimas de casos em que houve acionamento do SAMU ou do Siate em setembro, 1.159 foram encaminhadas a hospitais, ao passo que quatro foram liberadas, 49 recusaram atendimento, 59 recusaram transporte e duas já haviam sido removidas do local. Outras 14 foram removidas pela Polícia Militar. Foram anotados ainda quatro óbitos por trauma – todos no local da ocorrência; 23 óbitos clínicos no local dos fatos e mais cinco óbitos clínicos no decorrer do atendimento ou transporte. Houve ainda sete casos classificados como “sem vítima”, 19 cancelados pelo solicitante, 10 não localizados, doze casos de evasão e quatro de trote.
A maioria das 1 159 vítimas encaminhadas a hospitais foi conduzida primeiramente ao Hospital Municipal (Pronto-Socorro), destino de 843 dos atendidos pelo Siate e pelo Samu. Outros 82 foram levados à Santa Casa; 35 ao Bom Jesus, 34 ao Vicentino; 54 ao Hospital da Criança; 28 ao Hospital Geral Unimed; 30 ao APM da Unimed, 51 ao Evangélico, e dois ao Hospital São Camilo.
HÁLITO ETÍLICO
Entre os mais de 1.300 chamados atendidos em setembro pelo Samu e pelo Siate, de acordo com relatório distribuído pela coordenação do sistema, 135 foram atendidos com “hálito etílico”. Entre esses, estavam os envolvidos em 23 casos de agressão, 55 casos clínicos, 15 colisões, oito atropelamentos, 15 ferimentos por armas brancas, três quedas de bicicleta, 13 quedas de mesmo nível, cinco quedas de moto e duas quedas de plano elevado, além de um trote Também foi registrado hálito etílico em dois casos de capotamento e seis outros, não especificados..


(quadro)
Mulheres são maioria

Vítimas atendidas pelo SIATE e Samu em setembro de 2009:

mulheres – 708
homens – 604

(quadro II)
Casos clínicos são mais comuns

Veja a natureza das ocorrências atendidas pelo Siate e pelo SAMU em setembro:
agressão – 46
atropelamento – 24
capotamento – 6
casos clínicos – 806
colisão – 101
ferimento por arma branca – 26
ferimento por arma de fogo – 5
enforcamento - 1
mordida de animal - 11
outros – 69
queda de bicicleta – 16
queda do mesmo nível – 111
queda de motocicleta – 16
queda de plano elevado – 25
queimadura – 5
tentativa de suicídio - 2
transporte secundário – 60
trote - 4


Casos de pediatria e envolvendo
álcool e drogas são mais comuns

Dos mais de 800 casos clínicos atendidos pelas equipes do Samu e do Siate no mês de setembro, nada menos de 638 pessoas foram arroladas como sendo casos relativos a pediatria ou uso de álcool e drogas. Houve ainda 51 pessoas atendidas em função de casos psiquiátricos e 14 outros de obstetrícia e ginecologia. Também foram anotados 8 casos de intoxicação medicamentosa.

PMPG

quinta-feira, outubro 15, 2009

PRF apreende 183 mil medicamentos contrabandeados

Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 183 mil unidades de medicamentos contrabandeados do Paraguai em um caminhão, na noite de ontem (13), em Céu Azul, na região Oeste do Paraná. É a maior apreensão de remédios ilegais no ano e supera todas as já realizados no Estado. Desde janeiro 122 mil unidades haviam sido apreendidas.
A carga saiu de Foz do Iguaçu (PR) e seguia para a Bahia. O flagrante ocorreu durante uma fiscalização de rotina no quilômetro 642 da BR-277. Uma equipe da PRF abordou um Caminhão Mercedes Benz de Feira de Santana (BA) e encontrou em um compartimento falso, no teto do caminhão, a carga de medicamentos contrabandeados - muitos de uso proibido no Brasil. Eram remédios para emagrecer, antirreumáticos, estimulantes sexuais e ainda 8,6 mil unidades de Cytotec, que é um abortivo proibido no país há quase dez anos.

O motorista do caminhão, um baiano de 50 anos, disse aos policiais que recebeu o veículo em um posto de Combustível em Foz e o levaria até a capital baiana, recebendo R$ 2 mil pelo transporte. A ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Polícia Federal de Foz do Iguaçu. A estimativa é de que a carga vendida no mercado negro poderia render até dois milhões de reais.

Durante todo o ano passado no Brasil cerca de 500 mil unidades de medicamentos contrabandeados foram apreendidas pela PRF, 123 mil no Paraná.
Em Comprimidos:Pramil, Pramil Feminino, Aspirina, Erofast (Sidenafil), Cytotec, Rheumazin Forte, Viagra, Cialis, Z-Cal Reuma Forte, Rigix. Em Ampolas Injetáveis: Nandrolone, Primobolan, Durateston, Testex, Deca Durabolim, Winstrol, Winstrol V, Lipostabil, Stanozoland, Testogar.

Radio Najua

quarta-feira, outubro 14, 2009

Cansado de sofrer, homem bota fogo em belina




Cansado de tanto empurrar e gastar com a velha belina 78, Luiz Carlos da Rosa, morador no bairro Monte Castelo região periférica de Laranjeiras do Sul, resolveu por fim ao sofrimento na tarde desta terça feira (13).
Ele empurrou pela última vez o carro até o meio da rua e ateou fogo. Segundo a esposa de Luiz, que obsdervava de longe a nossa reportagem registrando o fato, o veículo só dava despesa para familia. O casal que esta desempregado, tinha gasto na sexta feira (09), cento e cinquenta reais no conserto do automóvel que sempre deixava seu esposo na mão.
Na tarde desta terça feira foi a gota d’agua. Luiz precisou novamente do possante quando bateu na partida o carro não respondeu o que provocou a ira do homem, levando-o a loucura. Luiz não quiz falar com nossa reportagem.
O corpo de bombeiros foi acionado e conteve as chamas. Ninguém ficou ferido

Homem sem capacete morre ao cair da motocicleta





Um grave acidente foi registrado pela PM/Policia Militar de Prudentópolis neste domingo (11) por volta das 18h30. O fato ocorreu na localidade de Linha Outubro, interior do município. Segundo a policia a vítima identificada por João Izaias Ferreira, 41, trafegava com sua motocicleta Honda CG 125 de placas ADB 8708, quando sofreu a queda. Ferreira não usa o capacete no momento do acidente e conseqüentemente bateu com a cabeça em uma pedra, não resistindo aos ferimentos e morreu no local. A ambulância do Siate esteve presente no local, mas nada pode se fazer. A PM acionou a Policia Civil e também lavrado o Boletim de Acidente de Transito

Homem de 56 anos tenta estruprar menina de 13




No sábado (10), a PM/Policia Militar de Prudentópolis atendeu uma ocorrência de tentativa de estupro na localidade de Taboão zona rural do município. A vitima V.E.C.S,13, estava sozinha em sua residência, quando acusado P. I, 56, tentou agarra-la. Em apuros a garota desferiu um golpe de martelo na cabeça do homem e consegui escapar e pedir ajuda aos vizinhos, que saíram para socorrê-la.
Ainda no interior da casa estava o acusado que foi imobilizado pelos populares até a chegada da policia. O homem foi conduzido ao posto de saúde onde foi medicado e posteriormente foi levado à delegacia. A policia foi informada que essa não é a primeira vez que o acusado tenta praticar o crime. Segundo testemunhas a dias atrás o homem tentou molestar uma criança de 7 anos na mesma região

terça-feira, outubro 13, 2009

Estudante é assassinado em Ponta Grossa

Por volta das 19h26 desta terça-feira (13), o estudante, Leandro Marques Bazzoun, de 19 anos, do Colégio Estadual Linda Salamuni Bacila, foi morto a tiros na esquina da escola, situado na Rua Hamilton Pereira Vaz, no Jardim Esplanada.
Segundo testemunhas, a vítima teria brigado com o autor do crime no final de semana passada numa sorveteria e, o mesmo havia sido jurado de morte. Leandro que estava indo ao colégio, nem teve tempo de reagir, elementos armados dispararam aproximadamente cinco tiros, um deles atingiu a cabeça, um no pescoço e o outro na barriga. Leandro entrou em óbito após o atendimento do Siate. O laudo definitivo sairá daqui 30 dias, a arma usada conforme a PM relatou foi um revólver calibre 22.
Testemunhas informaram que não é a primeira vez que isso ocorre nas proximidades do colégio, em outra ocasião, elementos adentraram numa sala de aula com alunos estudando e mataram um aluno. O diretor do colégio, meses atrás ergueu os muros e colocou portão eletrônico, porém não é o suficiente para acabar com a violência e desafetos entre alunos e gangues da vila.
A PM está levantando informações sobre o autor do crime, identificado por Fábio Michel Ionaque, segundo a mulher de Leandro, Vanessa dos Santos Silva, de 18 anos, depois do fato ocorrido, Fábio fugiu numa D-20 do sogro e foi para uma chácara, localizado na cidade de Carambei. Apurado ainda que além de Fábio tinham mais cinco pessoas com ele.
O Colégio Linda Bacila é uma das escolas de Ponta Grossa que mais se destaca no atletismo. Em junho deste ano, Linda Bacila levou primeiro lugar do feminino no grupo três de atletismo. Além de muitos outros prêmios já levados em outros anos.
O acusado se apresentará na sexta-feira às autoridades policiais da cidade para o interrogatório.

Feriado foi o segundo mais violento do ano no PR

Centro Sul – A Polícia Rodoviária Estadual e Federal registraram 23 mortes nas estradas do Paraná neste feriado de Nossa Senhora Aparecida. Além dos óbitos, 287 pessoas ficaram feridas nas estradas. O balanço da Polícia Rodoviária Estadual indicou 17 mortes, 124 acidentes e 153 feridos. E, 19 motoristas foram presos por embriaguez ao volante nas rodovias federais que cruzam o Paraná.
O retorno do feriado foi movimentado nas rodovias. O tráfico ficou no dia de ontem quatro vezes acima do normal na BR-277 e BR-376. No período da manhã teve pancadas de chuvas.
Na BR-277, a segunda-feira foi chuvosa na estrada, o que exigiu atenção redobrada dos motoristas. Ainda assim, não foram registrados pontos de lentidão e tampouco incidentes que dificultaram o tráfego.

PRF detêm veículo clonado

Irati - Na madrugada desta quinta-feira (8), a Polícia Rodoviária Federal foi informada de que o motorista, Adailton Aguiar, de 43 anos, condutor do veículo Fox, da VW, placas DRO-9492 se recusava a pagar o pedágio. No mesmo instante, uma equipe se deslocou ao local para verificar a situação. Ao verificar a documentação do veículo notou-se uma diferença de cidade no que estava na placa do veículo e na documentação. Ainda constatou-se um terceiro proprietário do veículo, sendo confirmado a clonagem do mesmo. Foi dado voz de prisão ao condutor, no qual informou que receberia para transportar o veículo de São Paulo a Foz do Iguaçu a quantia de R$ 500 reais. O motorista e o veículo foram encaminhados a Delegacia de Imbituva para as devidas medidas cabíveis.

Carreta colide em veículo e tomba




Irati - Nesta sexta-feira (9), por volta das 19h, ocorreu um acidente no principal trevo de acesso a Irati, na BR-277. Local onde esta sendo preparado para a construção de um viaduto que eliminará a necessidade de cruzamento em nível, entroncamento das rodovias BR-277 e PRT-153 com a Avenida Virgílio Moreira, principal via de acesso à cidade.
Segundo informações da PRF, a carreta carregada com sal, placas JYD-6660, da cidade de Sorriso, de Mato Grosso, bateu na traseira de um veículo Fusion, placas ANO-0126, de Ponta Grossa. E acabou caindo no barranco, ficando virado com as rodas para cima.
Nenhum dos passageiros do veículo se feriu. No caminhão havia um casal e uma criança que também não tiveram ferimentos graves. Segundo testemunhas, o condutor vinha em alta velocidade, porém, o motorista da carreta justificou o acidente devido a problemas no freio da carreta.

Crime Ambiental: Homens são detidos por cortar árvore em floresta de preservação





Rio Azul – Na tarde deste sábado, através de uma ligação anônima foi constatado novamente crime ambiental na localidade de Faxinal do Elias, propriedade de terra de Jorge Mazur. Há tempos atrás foi feito flagrante de crime ambiental pela Força Verde, de Ponta Grossa, sendo o responsável preso em flagrante.
A Força Verde, na Lapa e equipes de apoio da Vila São João de Irati foram solicitadas para dar apoio e reforço no local. Foi apreendido um trator esteira, marca Komatsu D50, cor amarela, o qual estava desmatando a mata virgem em local de mata atlântica, executava obras de aplainamento de terras no meio da floresta e abria caminhos no meio da mata. Foram detidos os operadores da máquina, José Ulisses H. e Pedro Claudemir de B., e o menor V.S.
Com a chegada das equipes, Jorge M. e mais duas pessoas evadiram-se no matagal, deixando para trás, o veículo Fiat Pálio, placas AKX-3780, qual foi apreendido e entregue na Delegacia.
Foram constatados ainda no local, várias árvores nativas derrubadas e pinheiros, dentre eles, duas árvores que haviam sido descascadas recentemente, “lenhas” cortadas e espalhadas pelo terreno. No momento de averiguação, a equipe foi surpreendida por um caminhão Ford, trucado, cor azul, placas AFW-2057, onde o condutor, ao avista-los, evadiu-se para o interior do matagal, abandonado seu veículo, qual também foi apreendido e entregue na Delegacia. Em seguida, deslocaram-se até o morador mais próximo, Dionísio K., chegando no local, depararam com um caminhão Mercedes Benz, branco, placas AEA-2701, de Rebouças. Questionado se reconhecia o caminhão, revelou que era o caminhão que transportava o trator esteira, e que os proprietários dos referidos veículos, eram irmãos, Arno U. e Milton U.
A equipe entrou em contato com o número de telefone que estava em amostra no caminhão, Edir atendeu o telefone e confirmou que os veículos pertencem aos irmãos, Arno e Milton U.
Momentos depois a policia recebeu a ligação de Milton U. confirmando ser proprietário do caminhão branco, mas, declarou que o caminhão estava com problemas mecânicos,motivo este que chamaram o caminhão de guincho. Os detidos foram encaminhados à delegacia local.

Traficantes e usuários de drogas são autuados pela PM


Mallet – Na tarde desta quinta-feira (8), a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima de que um garoto estava indo buscar pedras de crack na residência de um traficante, P.R.C., próximo a travessa 13. A equipe policial foi até o local e constatou que existia uma segunda pessoa, identificada como C.O., de 16 anos. Ao serem abordados foram localizadas várias pedras de crack, além das que estavam escondidas no fundo do terreno, sendo um total de 247 pedras de crack. No momento da abordagem tocou o celular do menor, C.O, no qual um indivíduo identificado como Holler pedia a venda de mais cinco pedras, deslocaram-se até o local e efetuaram a prisão dos elementos. As pedras e usuários foram encaminhados para a delegacia, sendo que o menor que estava traficando alegou juntamente com sua mãe que a droga era de seu irmão, P.R.C, ambos foram conduzidos pelos Conselheiros Tutelares a Delegacia de Policia para as devidas providências.

Operação arrastão em Imbituva



Imbituva – Neste sábado (10), equipes da Rotam de Irati, Canil de Ponta Grossa, Rádio Patrulha de Imbituva e Policiamento Reservado da 2ª Companhia, realizaram uma Operação Arrastão, na cidade de Imbituva, como maneira preventiva: coibir a eventual prática de crimes, principalmente o porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e embriaguez ao volante.
Foram percorridos e abordados bares e lanchonetes da cidade, sendo estes 15 estabelecimentos comercias, 281 revista pessoal, e ainda, vistoriados 41 veículos.
Duas destas pessoas foram encaminhados à sede do Destacamento Policial Militar de Imbituva por perturbação do sossego, uma por dirigir sob influência de álcool e duas pessoas para lavratura de Termo Circunstanciado por estarem com seus veículos em via pública (Avenida Sete de Setembro) com o volume exageradamente alto do som do veículo.
A 2ª Companhia de Polícia Militar continuará realizando estas Operações de Arrastão e Blitz em todos os nove municípios que fazem parte da área de atuação, visando a manutenção da tranqüilidade pública, coibindo excessos por parte da população ou a ocorrência de crimes.
Texto e fotos: 2ª Companhia de Polícia Militar/1º BPM

Rapaz é autuado por perturbação da Ordem Pública

Rio Azul – Ainda na semana passada, por volta das 21h, um veículo estacionado na Praça Tiradentes com o volume do som alto, incomodava a população. A Polícia Militar deslocou-se até a praça, o que não foi difícil encontrar devido a altura que estava o som do veículo. No local constataram que os “elementos” eram da cidade vizinha. O proprietário do veículo, S.M.A., residente na Colônia Ronda, de Mallet foi detido e encaminhado a delegacia, onde teve seu automóvel vistoriado e seu som apreendido. S.M.A. foi autuado em termo Circunstanciado por perturbação da Ordem Pública e será julgado dentro dos rigores da lei.

Populares de Rio Azul abordam ladrão em residência

Rio Azul – Os moradores da cidade de Rio Azul, na semana passada, resolveram agir depois de constatarem a presença de um ladrão na residência de Luis Gaioski. Segundo a Polícia Militar, o fato ocorreu por volta das 16h, quando Ademir Z., de 18 anos de idade adentrou pela janela da casa e furtou R$ 9,50 em moedas de um recipiente plástico, além de R$ 400,00 em dinheiro, em seguida, tentou fugir, mas, foi cercado pelos populares.
Armados de paus e barras de ferro ameaçavam “quebrar-lhe de cacete” se tentasse fugir antes da chegada da polícia militar, os cidadãos estavam querendo linchar o assaltante.
No local, foi constatado o fato e dado voz de prisão, Ademir alegava ser menor de idade e não portava documentos. Encaminhado a delegacia, constatou-se a mentira. Foi autuado em flagrante delito por furto, ficando a disposição da justiça.

Veículo perde controle e bate em barranco



Irati - Nesta quinta-feira (8), por volta das 16h50 ocorreu um acidente no KM 330, da PRT 153 trevo de acesso a Rebouças. No qual um veículo da VW, Gol, placas AAN-7842, da cidade de Irati chocou-se contra um barranco. O condutor do veículo, Pedro Luciano e Silva, de 28 anos teve ferimentos leves e foi encaminhado ao Hospital Santa Casa de Irati. Os passageiros do veículo, Cleitonéia Vanilda, 21 anos, Marisa Aparecida Quadros, de 39 anos também ficaram feridos ambos foram encaminhados ao Hospital Santa Casa de Irati.

Fotos: Marina Lukavy, da Redação

domingo, outubro 11, 2009

Polícia do Paraná apreende adolescente; já são sete os presos pela chacina do Uberaba


Equipes da força-tarefa determinada pela Secretaria da Segurança Pública do Paraná prenderam seis homens e apreenderam um adolescente de 16 anos elucidando o crime que matou oito pessoas e feriu outras duas na noite de sábado passado (3), na Vila Icaraí, bairro Uberaba, região Leste de Curitiba. Os quatro confessaram a participação na chacina. No fim da tarde desta sexta-feira (9), um adolescente foi apreendido e a polícia confirmou a participação de um dos homens presos ao longo da semana.
Entre os presos está Wagner Jayson Pascoal, 23 anos, apontado como líder do bando e mentor da chacina. Em depoimento, os quatro alegaram que o crime foi vingança contra a comunidade da Vila Icaraí, pelo assassinato de um adolescente. A polícia apreendeu uma pistola Jericó, calibre 9 milímetros de fabricação israelense, usada no crime.
“Esta é a resposta rápida e eficiente da polícia do Paraná para a sociedade. Não vamos permitir que bandidos cometam crimes bárbaros como esse, matando gente inocente, e saiam impunes. Foi um ótimo trabalho em conjunto das polícias Civil e Militar e cabe o elogio ao trabalho profissional da Delegacia de Homicídios e também da Divisão de Narcóticos”, disse o secretário da Segurança Pública do Paraná, Luiz Fernando Delazari.
Na inauguração da Avenida das Américas, em São José dos Pinhais, o governador Roberto Requião anunciou a prisão dos autores da chacina. “Um mecânico foi assassinado por um menino, de 17 anos. E um morador do bairro vizinho, organizou um grupo para vingá-lo. Usaram crack e entraram na vila atirando. Ao contrario do que disse a imprensa, não houve toque de recolher. Foi uma operação maluca de um grupo de malucos, meninos de 20, 22 anos, moradores das regiões pobres da cidade.”
DESORGANIZADOS – Wagner Jayson Pascoal, conhecido como “Nardão”, 23 anos, e Ezequiel dos Santos, 18, foram presos na Cidade Industrial de Curitiba. Já Edi Miranda, 21, e Gilmar dos Santos Bandeira, 25, no Cajuru, divisa com a cidade de Pinhais. Com eles estava a pistola usada na chacina e também uma carabina calibre 12, que não teria sido usada no crime. Duas pessoas, identificadas pelos nomes de Maikon e Isaias, também são acusadas de participação no crime e são procuradas pela polícia. Os quatro moravam no bairro Uberaba.
“Estávamos monitorando a movimentação dos suspeitos e sabíamos que eles já estavam encurralados pela investigação, estavam sem dinheiro para fugir ou comer e até reclamavam de estar passando muito frio”, contou o delegado Hamilton da Paz, da Delegacia de Homicídios, que comandou a força-tarefa.
O delegado Marcus Vinícius Michelotto, coordenador estadual da Divisão de Narcóticos (Denarc), afirmou categoricamente que os bandidos não fazem parte de quadrilhas organizadas. “São moleques que, sob efeito da droga, cometeram crimes bárbaros como esse. Eles não tinham dinheiro nem mesmo para fugir, estavam passando fome e frio. Esta quadrilha está longe de ser ligada ao crime organizado, como estamos acostumados a combater na Denarc”, disse Michelotto.
Outros dois integrantes do grupo já haviam sido presos pela força-tarefa. Na segunda-feira (5), foi preso Adenilton Bueno, 31, que teve sua participação descartada pela polícia. Também na tarde desta sexta-feira (09), foi confirmada a participação de Roger Fernando Bispo, 20 anos, detido na última terça-feira (6).
Hamilton explicou que, inicialmente, Bispo negou sua participação na chacina. Porém, com a elucidação do caso, ele confessou que participou do crime. “Fomos confrontando as histórias e, em um determinado momento, ele não teve mais como negar e acabou dizendo que realmente participou deste ato absurdo”, completou.
Agora, além de responder por formação de quadrilha, ele também irá responder por homicídio triplamente qualificado. Já o adolescente será encaminhado para a delegacia do adolescente para providências.
No começo da noite desta sexta, a polícia apreendeu um adolescente de 16 anos suspeito de ter participado da ação da quadrilha. Trata-se de um dos suspeitos que já estava parcialmente identificado pela polícia. Segundo o delegado Hamilton da Paz, o adolescente, que confessou a participação no crime, foi detido na região onde ocorreu à chacina. Em depoimento a polícia, ele contou que dirigiu um dos carros usados pelos acusados na noite do crime. “Ele não teria atirado contra as pessoas, mas dirigiu um dos carros que levou os marginais para a cena do crime”, explicou.
MOTIVACÃO – Segundo o delegado, os quatro presos confessaram o crime e confirmaram que foi cometido para vingar a morte de um adolescente, que fazia parte da quadrilha de Pascoal, tratado como “tio” do garoto.
“Na verdade não há parentesco entre os dois. Os adolescentes, que normalmente executam a parte do tráfico de drogas das quadrilhas, são tratados como sobrinhos ou afilhados pelos mais velhos”, explicou o delegado Hamilton da Paz.
Todos os “sobrinhos” da quadrilha têm tatuados nas costas uma cruz com um olho. “Motivado pelo espírito de vingança, Pascoal se reuniu com outros criminosos e resolveu se vingar de toda uma comunidade”, disse o delegado. A Vila Icaraí foi a escolhida, porque foi onde ocorreu a morte do adolescente.
Ainda de acordo com o policial, em depoimento, os autores confirmaram que não houve toque de recolher. “Eles alegam que em nenhum momento houve aviso ou alerta sobre um possível toque de recolher na região, muito menos utilizando um carro de som. Isso foi realmente um boato”, disse.
De acordo com Hamilton da Paz, os autores teriam usado dois carros para cometer os homicídios, uma Parati Cinza e um Santana verde escuro, que ainda não foram localizados. Depois da chacina, os acusados teriam se separado.
PARTICIPAÇÕES – A participação de Bueno na chacina está descartada. Mas ele foi autuado por formação de quadrilha, tinha mandado de prisão temporária e estava em liberdade provisória, por porte ilegal de arma. Bispo foi autuado por formação de quadrilha e também poderá ser autuado por homicídio triplamente qualificado, caso sua participação seja confirmada.
Pascoal já tinha dois mandados de prisão temporária expedidos contra ele. Miranda e Bandeira são ex-presidiários. Todos os presos foram autuados por formação de quadrilha e os cinco autores confessos da chacina, por homicídio triplamente qualificado. Miranda e Bandeira também foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma.
“Essas prisões só foram possíveis graças às investigações e à dedicação dos policiais, que não descansaram um minuto para não deixar que um crime bárbaro desses ficasse impune”, declarou o delegado Hamilton da Paz.
O delegado agora procura por um suspeito já identificado por nome, e também por pelo menos outras três armas que teriam sido utilizadas na noite do crime – uma pistola calibre ponto 40, uma calibre 380 e uma carabina –, além dos carros utilizados.
Os detidos serão encaminhados ao Centro de Triagem II, em Piraquara, onde irão ficar à disposição da Justiça.


FONTE: AEN

sexta-feira, outubro 09, 2009

PINHAL DE SÃO BENTO: Idoso morre afogado

O aposentado José Aguirre dos Santos, 66 anos, morreu afogado na quarta-feira a noite,07, no Rio Sarandi, divisa entre os municípios de Pinhal de São Bento e Salgado Filho. O aposentado, segundo informações, esteve durante o dia em Pinhal de São Bento e, ao retornar, a noite tentou fazer a travessia do rio para chegar em sua residência, mas não obteve êxito. O corpo foi encontrado no início da tarde desta quinta-feira. Mauri Gomes dos Santos, vizinho da vítima, foi um dos responsáveis pela localização do corpo. Segundo ele, o corpo estava a 1.000 metros do local onde a vítima entrou na água. O corpo foi removido ao IML de Francisco Beltrão.

Mulher é presa em São Carlos por manter o filho acorrentado

Uma auxiliar de limpeza foi presa na quinta-feira (8) em São Carlos, a 232 km de São Paulo, por suspeita de manter o filho de 9 anos acorrentado na cama.
O menino foi levado para a delegacia ainda acorrentado. Só quando a mãe chegou com a chave é que o cadeado foi aberto.Foram os vizinhos da família que chamaram o Conselho Tutelar. A mãe disse que prendeu a criança porque ela estava dando muito trabalho em casa e na escola. O menino foi levado para um albergue, e deve ser encaminhado nesta sexta-feira (9) para o Juizado da Infância e da Juventude.

FONTE: Globo.com

SULINA: Aposentado reage à tentativa de roubo e mata um dos envolvidos


Uma tentativa de assalto termina de maneira frustrada no interior do município de Sulina. No início da madrugada desta quinta-feira, 08, dois elementos arrombaram a porta e invadiram a residência do aposentado Miguel Colovine de Souza, 72 anos, na comunidade de Linha Panorama. Assim que percebeu a movimentação o aposentado, que mora sozinho, efetuou um disparo de arma de fogo atingindo um dos invasores na cabeça, ocasionando sua morte instantânea. Ele foi identificado e trata-se de José Abílio de Souza, 29 anos, morador no interior de São João. O segundo envolvido, um adolescente, foi detido pelo aposentado até a chegada da polícia. “Ouvi o barulho na porta e fique aguardando para ver o que era. Quando eles entraram eu atirei no escuro mesmo e só ouvi quando a pessoa caiu. Daí sai para fora e quando retornei para dentro me deparei com o segundo envolvido ao lado do corpo. Eu ia atirar, mas ele implorou que eu não fizesse isso, ai mandei que largasse a faca e me acompanhasse”, contou o aposentado. O adolescente foi encaminhado a Delegacia de Polícia de Sulina. Ele disse que ambos pretendiam roubar o aposentado por que precisavam de dinheiro para quitar uma pequena divida que tinham. No local foi apreendida a arma usada pelo aposentado, um Revólver Calibre 32 de fabricação Argentina. A arma estava com um cartucho deflagrado e outros cinco intactos. O adolescente foi encaminhado para a 11ª Delegacia Regional de Polícia de Chopinzinho.


Acidente de carro na via de acesso a Irati

Pedro Luciano Silva, condutor do automóvel Gol, placa AAN 7842/Irati, perdeu o controle do veículo na Alameda Virgílio Moreira, sentido centro/bairro Nhapindazal, na altura da rotatória que dá acesso ao município de Rebouças. O motorista bateu na placa de sinalização da rotatória, indo parar no barranco lateral da estrada.O condutor e as passageiras Maria Aparecida Quadros, 30 anos e Cleitonéia Vanila Alibozik, 21, sofreram ferimentos leves e foram conduzidos, pelo SIATE, até a Santa Casa de Irati.

Radio Najua

Menor é apreendido com maconha no posto da PRF de Irati

Na tarde desta quarta-feira (7), em fiscalização de rotina no posto da Polícia Rodoviária Federal de Irati, na BR-277, foi apreendido um menor, de 17 anos, com 24 tabletes de maconha, o que contabiliza mais de 24 quilos da droga. O adolescente estava em um ônibus da empresa Catarinense e seguia de Foz do Iguaçu até Curitiba.
O menino relatou para a equipe da PRF que ganharia R$ 200 para levar a encomenda até a capital do estado. Ele disse que achava que era mercadoria do Paraguai. A droga estava escondida dentro de uma mala em um bagageiro do ônibus. O menor, junto com a droga apreendida, foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Irati.
54 kg em cinco dias
Com a apreensão realizada nesta quarta-feira, mais de 54 quilos de maconha foram retirados de circulação pela Polícia Rodoviária Federal de Irati em cinco dias. No último sábado (3), aproximadamente 30 quilos da droga foram encontrados em fiscalização na BR-277. A maconha estava escondida em uma caixa de câmbio em um caminhão da empresa Alfa Transportes.

Radio Najua

Empresário morto em Ponta Grossa seria agiota

Policiais da delegacia de Ponta Grossa procuram os dois homens que, às 15h de anteontem, assassinaram a tiros o empresário Hamilton Trivellato, 65 anos, proprietário da revenda de automóveis Itacar, naquele município. Até a tarde de ontem não havia pista dos executores, porém surgiram informações sobre o possível motivo do crime.
O empresário estaria atuando como agiota, emprestando dinheiro a juros altíssimos, e isso o fez angariar muitos inimigos. Há informações que alguns dos carros que estavam na revenda, tinham sido apreendidos por ele, como pagamento de dívidas. A polícia preferiu não dar detalhes das investigações.

Parana Online

quinta-feira, outubro 08, 2009

Empresário é assassinado em Ponta Grossa

O empresário Hamilton Trivellato, 65 anos, proprietário da revenda de automóveis Itacar, em Ponta Grossa, foi assassinado às 15h de ontem, por dois homens que invadiram o estabelecimento comercial.Apesar de praticante de tiro e presidente do Clube de Caça e Pesca do município, e de estar armado com um revólver calibre 22, além de ter outra arma de calibre 38 na gaveta do escritório e ainda uma pistola automática no interior de seu automóvel (todas legalizadas), Hamilton não teve tempo para reagir. Foi executado com quatro tiros, segundo a polícia.TestemunhaUm funcionário da revenda testemunhou a execução. Ouvido pelos investigadores, ele contou que dois homens entraram no escritório da loja e mandaram Hamilton sair, dando tapas em seu rosto. Já fora, foi identificado e recebeu dois tiros no peito.
Mesmo ferido, ele tentou fugir, mas caiu e levou outros dois balaços na cabeça. Como nada foi roubado, a polícia suspeito que foi um crime “de encomenda”, mas não apurou o motivo.Hamilton atendia pelo apelido de “Itatiba”, por ser natural desta cidade paulista. Também mantinha grande amizades com policiais e foi fundador do Clube de Amigos da Polícia Civil, em Ponta Grossa.

Parana Online

terça-feira, outubro 06, 2009

GAECO prende integrante de organização criminosa em Guarapuava

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) — núcleo regional de Guarapuava/PR — do Ministério Público Estadual, formado por policiais civis e militares com apoio de policiais do 16° BPM, Força Samurai, Choque e P2, depois de vários meses de investigações, coordenadas pelo GAECO, foi desencadeada na última quarta feira (30) a “Operação São Miguel”, no bairro São Miguel/Santana, foram cumpridos, 07 mandados de busca e apreensão, sendo que o saldo da operação foram as prisões de quatro traficantes, entre eles o líder do trafico no bairro, AMAURI RUPELL, este elemento é conhecido da policia, pois vários integrantes de sua família, irmãos e sobrinhos, já foram presos e condenados pela Justiça por trafico de drogas, “a operação realizada hoje, busca trazer a paz as famílias, moradoras no bairro São Miguel, eram constantes as ligações de moradores, preocupados com os traficantes que dominavam a região, obrigadas a suportarem as mazelas do tráfico, coagidas a ficarem caladas sob temor” relatou o Delegado do GAECO e coordenador da Operação, Ítalo Biancardi Neto. Alguns elementos integrantes do grupo criminoso organizado, não foram encontrados em suas residências, motivo pelo qual a partir de hoje são considerados foragidos, sendo que em breve o GAECO espera realizar a prisão dos mesmos; foram apreendidos farto material para análise entre celulares, computadores, CDs e documentos, “quando nossos agentes terminarem a análise de todo o material apreendido, novas prisões poderão acontecer”, comentou o chefe de operações do GAECO Marcelo Veigantes.
AMAURI RUPPEL, mantinha uma “borracharia de fachada”, é proprietário de uma residência de alto padrão, para os padrões do bairro, onde reside com sua família, sua residência é mobiliada com móveis, de primeira linha e confeccionados sob medida, os agentes observaram no interior do imóvel equipamentos de última geração, computadores, televisores, geladeiras, maquina de lavar roupas etc, AMAURI alegou que seu único provento vinha da borracharia, com o qual ele pagava, água, luz, telefone, Internet, TV a cabo, combustíveis para os veículos, alimentação etc, tudo isso com um faturamento mensal apurado pelos agentes em cerca de R$ 800,00 (mensais).
Os integrantes do grupo criminoso organizado mantinha o controle do tráfico no Bairro São Miguel, assim como agiam integrados com ladrões usuários ou usuários ladrões, os quais faziam os furtos em residências e roubos, sendo os objetos trocados por entorpecentes com os integrante do grupo preso, sendo que um dos líderes do grupo preso, AMAURI RUPPEL, possuía não somente o controle de todo o tráfico do local, mas também obtinha as informações privilegiadas sobre os diversos crimes ocorridos na cidade, possuindo poder e autoridade sobre os demais integrantes, os quais agiam com o mesmo intuito na obtenção do lucro fácil, apurando-se que os presos não possuem emprego fixo ou ocupação lícita, não comprovando renda lícita capaz de justificar todos os seus bens móveis ou imóveis e demais objetos de valores, como jóias ou semi-jóias.
Os ladrões usuários ou usuários ladrões estavam associados aos traficantes presos há vários anos, sendo que em três locais usados como “mocó” de objetos furtados, foram apreendidos inúmeros bens que já totalizaram treze (13) vítimas de furto em residências, sendo que os ladrões usuários utilizavam-se de dois veículos para o transporte dos bens furtados, sendo um Santana bordo e um Santana branco, os quais se encontram atualmente foragidos, assim como de outro líder do grupo de traficantes, José Laércio de Almeida, o “Nego”, condenado por tráfico de drogas, cumprindo pena em regime aberto, o qual possui empresa de fachada, fazendo a compra de carros em leilões para comercialização com o fito de fazer a lavagem de dinheiro, agindo também mancomunado com outros traficantes menores que lhe prestava auxilio na entrega de entorpecentes, também foragido da polícia.
O vínculo entre os usuários ladrões com os traficantes presos e outros que se encontram foragidos da polícia, também ficaram demonstrados através de prisão anterior ocorrido contra traficantes do Bairro Concórdia, onde foram flagrados torturando usuários de drogas e na posse de diversos objetos produtos de furto em poder de tais traficantes e também de armas de fogo receptadas e usadas para impor o medo ou o temor as pessoas.
Os traficantes presos também foram autuados por crime de Lavagem de Dinheiro, sendo que outro envolvido com tais traficantes era Divonei Staciak, vulgo “Nei”, o qual comandava o tráfico de drogas no Bairro Xarquinho, juntamente com “Galizé” e “Buda”, os quais movimentaram em menos de um mais de quatrocentos mil reais em uma conta laranja, com conexão com traficantes de Ponta Porã, MS.
O grupo preso nesta data e outros integrantes que se encontram foragidos, já eram investigados por pertencerem a uma organização criminosa desde o ano de 2005, sendo verificado que durante os vários anos, conforme ocorria a prisão de alguns integrantes da organização criminosa, apenas ocorria a substituição por outros traficantes, continuando os furtos e as receptações pelos traficantes dos bens, objetos e valores, todos associados na sub-cultura do crime, sob o comando dos lideres AMAURI RUPPEL e do foragido JOSÉ LAERCIO DE ALMEIDA, entre outros envolvidos que se encontram foragidos.
Prisões e apreensões.
Foram apreendidas com o grupo, diversos eletro-eletrônicos, televisores, aparelhos de som, centrifugas, rádios automotivos, computadores, celulares, diversas jóias, R$ 5500,00 em dinheiro, três automóveis e duas motocicletas, sendo outros bens ocultados pelo grupo criminoso.
Com estas prisões o GAECO, totalizou somente neste ano prisão de 69 elementos, cerca de 90% destes por trafico de drogas.

Assessor de vereador é morto após sequestro

O crime aconteceu por volta das 16h30 de sábado (3), na Rua Alexandre Glenski. Após terem tomado em assalto o veículo Fox do assessor do vereador Denílson Pires, os bandidos o colocaram no porta mala e foram pra São José dos Pinhais, onde assaltaram uma casa, barbarizando com toda a família.
Logo em seguida retornaram pra vila Terra Nostra, no Ganchinho, onde no meio do mato executaram Marcelo Mendes, 37, com quatro tiros. Um na cabeça e três nas costas. Marcelo permaneceu como refém dos marginais por cerca de duas horas.
Policiais militares faziam buscas atrás do Fox, quando cruzaram com o carro na Rua Eduardo Pinto da Rocha e prenderam Joeferson Aparecido Vissoto Soares, que disse que havia comprado o veículo de jovens que moravam no Osternack. Os policiais foram até a residência indicada e pegaram um menor de 16 anos. Lá foram encontrados os objetos do rouba na residência. O menor também disse onde estava o corpo de Marcelo. Três foram detidos pela polícia.
O crime revoltou moradores da região pois Marcelo era muito querido pela vizinhança.

Mais um acidente trágico na BR-116

Um acidente na BR-116, Km 119 região do Campo do Santana em Curitiba, por volta das 23h00 de sexta-feira (2), tirou a vida de um bebê de dois meses, criança de três anos e de uma mulher.
A tragédia aconteceu no cruzamento da Rua Vereador Ângelo Burbello. Um Omega atingiu o Gol onde estavam as crianças que, com o impacto, foram arremessadas para fora do veículo. A avó delas, Cristina Marcosin Dutra, 44, também foi arremessada para fora do veículo.
O motorista do ômega, Edinaldo Aparecido Marques Costa, 36, foi preso por estar embriagado. Wanderlei e a esposa foram encaminhados em estado gravíssimo ao Hospital Cajuru. Rebeca Cristina Proença, de apenas 2 meses de vida, e Letícia Velasques Dutra, 3 anos, foram socorridas, mas morreram dentro das ambulâncias do Siate e da concessionária. Cristina Marcosin Dutra morreu após dar entrada no pronto socorro.

segunda-feira, outubro 05, 2009

LIVRO DE JORNALISTA PONTAGROSSENSE DESVENDA CAMPO DE CONCENTRAÇÃO EM PONTA GROSSA NA ERA VARGAS.

O ponta-grossense que buscar lembranças da segunda guerra mundial, encerrada há aproximadamente 65 anos, terá trazido em sua mente um cenário de lutas sangrentas montado em toda a Europa e Ásia, com a existência de campos de concentrações onde definhavam ou eram executados seres humanos inocentes, graças à xenofobia e as tentativas nazista e fascista de se imporem aos demais povos através da força. Porém, jamais o nascido nesta cidade poderia imaginar que, à despeito de aquelas formas de governos de opressão terem atuado do outro lado do Atlântico, nós, aqui no Brasil, especialmente em Ponta Grossa, seríamos de alguma forma, afetados.
Ao contrário do que aconteceu na Europa, onde os nazistas construíram campos de concentrações para confinar judeus (exemplos de Auschwitz, Sobibor e Treblinka, na Polônia), em Ponta Grossa, durante o governo de GetúlioVargas, também foi criado um campo de concentração, porém para prender alemães, autríacos, italianos e japoneses, seus descendentes ou quem se atrevesse a falar seus idiomas ou cultuar as respectivas tradições. Essa foi a comprovação, através de pesquisa, realizada nos anos de 2006 e 2007, feita pela jornalista Silvia Costa e que faz parte do seu Termo de Conclusão de Curso (TCC). Formada em Comunicação Social, habilitação Jornalismo, pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Silva, hoje, presta serviços em sua área profissional em Irati, além de realizar trabalhos freelancer como diagramadora de livros para a Editora Alta Books, do RJ.
Seu TCC, transformado em livro, foi premiado no Concurso de literatura "Oldemar Justus” – edição 2009, promovido pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa. A jornalista se interessou pelo assunto, após ler o livro “Uma das Coisas Esquecidas: Getúlio Vargas e o Controle Social no Brasil”, de autoria do norte-americano R. S. Rose, publicado em nosso país em 2001, pela Companhia do Livro. Para chegar a essa conclusão, Silvia teve que percorrer os arquivos do Museu Campos Gerais (UEPG), o Laboratório de História da UEPG, o Corpo de Bombeiros de Ponta Grossa, o Arquivo Público do Paraná, além de entrar em contato com a historiadora Priscila Perozzo, no Rio de Janeiro.
O livro de R. S. Rose narra que em um determinado momento da história “alguns paulistas haviam se tornado presidiários em campo de concentração Ponta Grossa”. Não conseguindo informações com nenhum historiador local, (alguns mostrando até desconhecimento sobre o fato), foi em outras fontes, como os armários do Arquivo Público do Paraná, nos guardados históricos do DOPS, no Jornal Diário dos Campos (edições entre 1930 e 1945), Casa da Memória, Laboratório de História da UEPG, Corpo de Bombeiros, pesquisadora Priscila Perozzo (Rio de Janeiro), além de pessoas ligadas às famílias dos estrangeiros perseguidos e se tornaram presidiários do sistema carcerário da época, que Silvia se embasou para fazer a comprovação desses relatos.
O trabalho que deu origem ao TCC, que participou do Concurso Municipal Literário “Oldemar Justus”, edição 2009, teve a orientação da professora da Disciplina de Redação Jornalística IV, do curso de Comunicação Social da UEPG, Vanessa Sabóia Zappia (atual coordenadora do Colegiado de Curso). O trabalho de Silva Costa recebeu a 1ª colocação, entre oito participantes, depois de ser avaliado pelos jurados Sérgio Monteiro Zan (professor aposentado do Curso de Letras da UEPG e presidente da Academia de Letras dos Campos Gerais) e Sérgio Luiz Gadini (professor do curso de Jornalismo da UEPG).
Apesar de alguns comentários de pessoas que chegaram a demonstrar certo ceticismo sobre a real existência de um campo de concentração na cidade, a pesquisa que resultou no TCC e depois num livro, foi amplamente elogiado pela crítica.

UEPG

Discussão acaba com homem morto


No início da madrugada desta segunda-feira (5), por volta da 1h, uma discussão em um acampamento de cortadores de pinus, na localidade de Linha Paraná, zona rural de Prudentópolis, acabou em tragédia, com a morte, através de pauladas, de João Kardaz, 49 anos.

A equipe da viatura Povo da Polícia Militar de Prudentópolis foi acionada e conforme relatos de uma testemunha a vítima e o suspeito do crime, identificado como Lucas, ingeriram bebidas alcoólicas e os demais trabalhadores que estavam dormindo ouviram gritos e viram o agressor com um pedaço de pau enssanguentado. De acordo com a testemunha, Lucas disse “nós estávamos bebendo e discutimos. Então, eu matei ele”.

O suspeito empreendeu fuga e mesmo sendo feitas buscas, ele não foi localizado. A vítima morava na mesma localidade em que foi morto e Lucas é morador de Guarapuava.

2ª Companhia cumpre Mandados de Prisão e de Busca e Apreensão em Ipiranga

Ipiranga – Na manhã desta sexta-feira (2), a 2ª Companhia de Polícia Militar deu cumprimento a Mandados de Busca e Apreensão e de Prisão em residências e locais de trabalho dos envolvidos. Participaram da Operação a equipe da ROTAM, a equipe do Policiamento Reservado, duas equipes de rádio patrulha da cidade de Ipiranga.
Foram cumpridos cinco mandados de Prisão e de Busca e Apreensão, sendo detidos: Paulo Robson Biaco, apelido “Pata Choca”; Luiz Fernando Horst, apelido Fernando Seco; Diego Alexandre da Cunha, apelido “Pescoço”; Samuel de Lima; André Rocha dos Santos, apelido “Borracha”.
Todos os cinco foram encaminhados a cidade de Ponta Grossa para o Presídio Hildebrando de Souza, conforme determinação da Juíza de Direito da Comarca de Ipiranga, sendo feito este encaminhamento pela equipe da ROTAM e por uma viatura da Polícia Civil de Ipiranga.
Texto: 2ª Companhia de Polícia Militar – Irati – PR

Paraná vai lançar concurso para as polícias Civil e Militar

O governador Roberto Requião anunciou, na reunião Mãos Limpas desta segunda-feira (28), que dentro de dez dias assinará o edital de abertura de concurso para contratação de 2 mil policiais. “Fixamos um prazo para termos pronto o edital. Vamos contratar bombeiros, policiais civis e militares”, afirmou o governador. Desde 2003, o governo já contratou mais de 6.300 profissionais para a segurança pública.
Para o secretário da Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari, as contratações renovarão os quadros das Polícias Militar e Civil. “Vamos contratar 500 policiais civis, 400 bombeiros militares e 1.100 policiais militares, que serão distribuídos pelos batalhões e pelas subdivisões, para completar o efetivo da polícia. Um trabalho de oxigenação e renovação que vem ocorrendo desde o inicio deste governo”, explicou Delazari.

Além da reestruturação das polícias, com a compra de modernos equipamentos, o Governo do Paraná investe em recursos humanos. Depois de vários anos, o governo retomou a realização de concursos públicos para as polícias. Neste período, as escolas da Polícia Civil e Militar receberam mais de 80,3 mil alunos – é como se cada um dos mais de 20 mil policiais passassem quatro vezes por cursos de reciclagem, aperfeiçoamento e formação pela Academia Policial Militar do Guatupê e na Escola Superior de Polícia Civil.

GEOPROCESSAMENTO – O governador também comentou os dados de homicídios divulgados pela Secretaria da Segurança, na sexta-feira (25). “Analisamos com muita satisfação os dados de redução dos homicídios nas principais cidades do Paraná”, afirmou o governador.

A divulgação dos índices da criminalidade do primeiro semestre de 2009 mostra que os percentuais de homicídios, em relação ao ano passado, caíram em vários municípios, significativamente em Foz do Iguaçu, Ponta Grossa e Londrina.

De acordo com o secretário Delazari, isso se deve ao trabalho intenso da polícia em todo estado. “As estatísticas servem como instrumento trabalho. Como balizador das ações policiais. O resultado, em relação aos homicídios, é muito significativo. Foz do Iguaçu é exemplo para o Brasil. Desde que iniciamos o trabalho intenso na cidade, os números reduziram a índices espetaculares”, explicou.

De acordo com números da Coordenadoria de Análise e Planejamento Estratégico (Cape) da Secretaria da Segurança, O número de assassinatos caiu 35% em Londrina, 14% em Foz do Iguaçu e quase 20% na região de Ponta Grossa, no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. Em Curitiba, o número de homicídios é considerado estável já que nos primeiros seis meses foram registrados oito assassinatos a mais que no ano passado.

Márcia Santos - Jornalista PMPR