domingo, novembro 29, 2009

Rapaz é preso por estuprar namorada em Carambeí

Acusado ligou para a vítima, que estava em Ponta Grossa, e marcou um encontro em uma localidade afastada, na qual acabou acontecendo o crime


Publicado em: 17/11/2009 00:00 Elias Lascoski





Um rapaz foi preso em flagrante na madrugada de sábado, em Carambeí, acusado de estupro. Ele violentou a namorada, com quem estava tendo problemas de relacionamento. Segundo a polícia, ele a levou para uma lavoura distante para consumar o crime. Ela relatou que ele teria a obrigado a manter relações sexuais. Como ela recusou, ele partiu para a agressão. Apesar de negar a violência, o rapaz foi detido em sua própria casa com roupas ensanguentadas.



Os advogados da vítima e do agressor querem manter a identidade de seus clientes em sigilo. Tudo o que se sabe é que a moça estaria há algum tempo passando por desentendimentos com o namorado. Na noite de sexta-feira ele se encontrava em uma festa em Carambeí, enquanto ela estava em outra, em Ponta Grossa. Por volta das 4 horas da manhã ela recebeu uma ligação dele e marcaram um encontro em Carambeí.



"Ela foi com o próprio carro e, chegando lá, ele assumiu a direção e a levou para um lugar afastado em uma estrada na localidade do Areião", afirma o delegado de Carambeí, Marcus Vinícius Sebastião. "Ele investiu contra ela e a violentou dentro do carro, e depois também do lado de fora", diz. O agressor ainda teria jogado as chaves do carro e quebrado o celular da vítima para que ela não pedisse ajuda, antes de fugir.



A vítima relatou ter caminhado mais de 40 minutos até um posto de combustível, onde a Polícia Militar foi chamada, segundo informações do tenente Fabian Ogura, do 1º Batalhão da PM. "Os policiais constataram que ela estava com as roupas todas rasgadas e sujas de sangue, e apresentava várias lesões pelo corpo", afirma o delegado de Carambeí. Em diligência até a casa do rapaz, que morava com os pais, foi encontrada, além das roupas ensangüentadas usadas no momento do estupro, três garruchas e três espingardas.

"Dada a inconsistência das declarações do acusado e as evidências da violência, me convenci do crime e fiz o flagrante. Agora ele está à disposição da justiça", completa o delegado. O advogado do acusado já pediu sua liberdade provisória. O suposto estuprador, se indiciado, deverá responder pelos crimes de estupro e violência contra a mulher, previsto na lei Maria da Penha.

JMNEWS

Um comentário:

  1. vai cai no casao em castro dai ele vai ficar dodoiiiiiiii

    ResponderExcluir