terça-feira, junho 30, 2009

Loja Gasperin Móveis é arrombada

Imbituva – Na madrugada desta terça-feira (30), a equipe policial recebeu um chamado através do 190 de que a Loja Gasperim Móveis havia sido arrombada. A equipe deparou-se com o vidro da entrada principal da loja quebrado e a falta de objetos. Segundo o boletim da Polícia Militar, foram dois elementos que invadiram a loja e fugiram num veiculo GM Corsa ou Renault Clio de cor cinza não sabendo identificar as placas, tomando rumo ignorado. Foram furtados os seguintes objetos: um Notebook, um Home Theater, uma TV LCD 32 Pol., uma TV LCD 27 Pol., vinte celulares de diversas marcas e operadoras, cinco câmeras digital e vários monitores.

Texto: SC, da Redação com informações da PM

Cumprimento de mandados de prisão

Imbituva – No dia 24, a Equipe do Destacamento Policial Militar de Imbituva, Equipe da Rotam de Ponta Grossa, Irati, Equipe do Canil de Ponta Grossa, Policiamento Reservado da 2ª Companhia realizaram cumprimento a Mandados de Busca e Apreensão expedidos pela Vara Criminal da Comarca da cidade de Imbituva, onde foi preso Ângelo Aparecido Amaral, vulgo “Piche”, 20 anos, denunciado inúmeras vezes pelos cidadãos de Imbituva através do Disque Denúncia 181. Na sua residência, localizada à Rua João Valdemar Kretscher, s/n, Jardim Brasília, feita abordagem e buscas foram localizados os seguintes objetos: quatro munições calibre 38, uma “pedra” de crack, aproximadamente três gramas, R$ 374, (trezentos e setenta e quatro reais) em notas pequenas, cinco aparelhos celulares, um espelho, uma gilette (utilizada para cortar crack – com restos desta substância), papel alumínio, uma pulseira dourada, uma frente de som automotivo marca pioneer. Ângelo foi conduzido à Delegacia de Polícia de Imbituva para lavratura do Auto de Prisão em Flagrante Delito.
Em outra residência, localizada à Rua Antonio José Coco esquina com Rua Professor Souza Araújo, foram encontrados os seguintes objetos: R$ 295, (duzentos e noventa e cinco reais) em notas miúdas; um cheque no valor de R$ 120, (cento e vinte reais); um cheque no valor de um mil reais encontrado no sutiã da moradora; um vídeo game playstation II; quatro receptores de antenas parabólicas; três tocas cd’s com frente; sete aparelhos celulares. A proprietária da residência foi conduzida até a Delegacia de Polícia de Imbituva para declarar sobre a procedência de tais objetos e valores encontrados.

Narcondenúncia
O 181 NARCODENÚNCIA não é um disque denúncia da Polícia Militar, é um projeto desenvolvido pelo Governo do Estado, que integra Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal no combate ao Tráfico de drogas em todo o Estado do Paraná. Continuem denunciando o tráfico de drogas através do disque-denúncia 181. Através dessas denúncias, as prisões e apreensões de entorpecentes serão efetivadas. A nossa cidade deve ser cuidada por nós. Nós merecemos uma cidade onde reine paz e segurança.

Informações da PM

Polícia identifica Evandro Veloso


Rio Azul – Nesta terça-feira (23), por volta das 08h, a equipe policial iniciou uma busca telefônica, no intuito de identificarem o indivíduo Evandro Veloso, qual não portava documentos. Quando abordado em ocorrências anteriores, como no dia 27 de março deste ano, sempre alegava que havia perdido seus documentos. Neste dia as suas informações foram repassadas à Delegacia de Rio Azul, para identificação, mas naquela data foi liberado, pois o Estado não conseguiu atribuir-lhe nenhum crime e não foi possível sua identificação.
Hoje, após diversos telefonemas e a vários órgãos de segurança, foi possível o levantamento junto à Polícia Rodoviária Federal do Guará, em Guarapuava, via Infoseg, onde o Policial Rodoviário Federal, Antonio Carlos, conseguiu após várias tentativas e usando diversas informações diferentes , logrou êxito com o nome de Evandro Veloso de Linhares, nascido em Xanxerê, em data de 24 de abril de 1979, filho de João Veloso de Linhares e Olandina Giminiano Batista, de 30 anos de idade, portador do RG nº 3.994.870 de Santa Catarina, CPF 250.081.389-08, onde se encontrava registrado que o elemento “Evandro Veloso de Linhares” tinha contra si quatro mandados de prisões, expedidos por diferentes crimes, e onze procedimentos. Em contato com outros tantos agentes públicos da justiça de Santa Catarina, chegamos ao Fórum de Chapecó, que nos enviou via fax, o seguinte documento:
01-Mandado de prisão em aberto, contra o meliante ora citado, por o mesmo estar foragido da Penitenciária Agrícola de Chapecó / Sc, desde 09 nov 2009, com validade até 09 de jul de 2018. De posse deste documento, por volta do meio-dia, deslocamos até a Rua Maria Madalena Pissaia de Souza, na Vila Cristo Rei, em Rio Azul, e detemos o Sr. Evandro Veloso de Linhares, o qual admitiu que era foragido, inclusive declarou já ter cumprido dois anos de pena, sendo o conduzimos até a Delegacia de Polícia Civil de Rebouças, onde o entregamos via recibo, sem maiores alterações. Após recebemos mais outros documentos relatados abaixo.
02-Mandado de prisão, oriundo de Xanxerê, SC, onde o Evandro Veloso de Linhares está incurso no Art. 155, parág. 4 do CP, - Furto- onde está condenado a pena de reclusão de dois anos e nove meses, em Regime Fechado, datado de 16 de junho de 2009.
03-Mandado de prisão, datado de 27 de agosto de 2008, da cidade de Santa Cecília, onde consta que o meliante está incurso no Art. 157, parág 2, inciso I e II, c/c Art. 158, - Roubo- ambos do CP, onde há relato que o mesmo, agrediu violentamente as vítimas, até as mesmas contarem, onde se encontrava o dinheiro, para que o mesmo, juntamente com um comparsa, pudessem subtraí-lo.
Ainda consta contra este indivíduo de alta periculosidade, mais outros 11 processos em curso. Portanto, mais um meliante se encontra fora do meio da sociedade, indo amargar mas uma temporada atrás das grades.

Informações da PM de Rio Azul

sábado, junho 27, 2009

Aumenta o número de suspeitos da gripe suina em Irati

Nesta sexta-feira (26) foram confirmados mais cinco novos casos de Influenza A (H1N1) no Paraná. Quatro deles estão na região de Curitiba e o outro na região de Ponta Grossa. Todos se recuperam bem e estão em isolamento domiciliar. Com isso, o Paraná chega a 15 casos confirmados da doença.

O secretário da Saúde, Gilberto Martin disse que o Paraná tem 56 suspeitos, 20 casos em monitoramento e 98 descartados. Na cidade de Irati o número de suspeitos chegam a 4, segundo o Boletim Epidemológico nº26. Para Martin, o crescimento no número de casos suspeitos que vem ocorrendo, é visto de forma positiva pela Secretaria da Saúde. “Muitas pessoas que apresentam sintomas de gripe e epidemiologia positiva estão procurando o serviço de Saúde, o que de certa forma facilita o processo de vigilância e nos ajuda a identificar antecipadamente se acontecer a transmissão sustentada do vírus”, afirmou o secretário.

Martin disse ainda que todos os casos confirmados no Estado vieram do exterior ou tem relação direta com já casos confirmados. “Dos casos confirmados, apenas três foram contraídos dentro do Estado pelo contato com pessoas próximas que também são casos confirmados, o restante contraiu o vírus no exterior, sendo que a maioria na Argentina”, complementou.

Quanto a fiscalização na região de fronteira com a Argentina, Martin afirmou que medidas de prevenção estão sendo reforçadas pela Anvisa. “Reiteramos a recomendação do Ministério da Saúde que pede para as pessoas que se possível evitem viagens para a Argentina. E para aquelas que não puderem adiar a viagem, que evitem locais de grande aglomeração”, ressaltou.

Cancelamento das aulas - Apesar do cancelamento das aulas na Universidade Estadual de Londrina (UEL), o secretário disse ainda que não motivo para suspensão de eventos, jogos de futebol, e fechamento de escolas no Estado e que isso só vai ocorrer se for confirmada a transmissão sustentada do vírus, o que ainda não ocorreu.

“O caso da UEL pode ser considerado atípico, pois a pessoa com o vírus da nova gripe freqüentou lugares de grande aglomeração de pessoas, como a biblioteca e o refeitório, o que causou uma insegurança geral. Esta medida foi apenas preventiva”, ressalta Martin.

Texto: Silvia Costa com informações da SESA

GAECO REALIZA A PRISÃO DE MAIS DOIS TRAFICANTES EM GUARAPUAVA



O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) — núcleo regional de Guarapuava/PR — do Ministério Público Estadual, realizou, no dia 26, sexta-feira, a prisão de mais dois traficantes em Guarapuava. Foram presos e autuados em flagrante, Edílson Wendler (27 anos), vulgo “Lebre” e Divonei Staciack (31 anos), vulgo “Nei”, o primeiro morador na Vila Bela o segundo no bairro Xarquinho.
“Lebre” que repassava “cocaína” aos usuários, exercia também a atividade de motoboy e desta forma sem levantar suspeitas, fazia também a distribuição do entorpecente, “Nei” que atuava na distribuição de entorpecentes “crack” e cocaína, abastecia traficantes já identificados nas cidades de Guarapuava, Prudentópolis, Candói, Cantagalo, Turvo, Irati e Pitanga, o traficante vinha sendo investigado pelo GAECO, desde março do ano de 2008, sendo que ao longo das investigações, vários traficantes ligados ao mesmo foram presos e muitos inclusive já foram condenados.

Prisões e apreensões
Foram apreendidas algumas “buchas” de cocaína, dinheiro, celulares, balança para pesar o entorpecente, papel próprio para a embalagem da droga, duas motocicletas, um veiculo e vários produtos de higiene pessoal, entre estes 16 cremes dental da marca Sensodyne e 26 frascos de Shampoo de diversas marcas, sendo que o GAECO acredita que estes produtos sejam oriundos de furto e solicita aos comerciantes que tiveram produtos deste gênero furtados, que compareçam a sede do GAECO.

Com estas prisões o GAECO, totalizou no primeiro semestre de 2009 a prisão de 53 elementos, destes 28 foram por trafico de drogas.

quinta-feira, junho 25, 2009

Michael Jackson morre aos 50 anos




LOS ANGELES (Reuters) - O cantor Michael Jackson, de 50 anos, morreu nesta quinta-feira, informou o site de celebridades TMZ.

"Acabamos de saber que Michael Jackson morreu", disse o TMZ.

"Michael sofreu um problema cardíaco nesta tarde e os paramédicos não conseguiram reanimá-lo. Fomos informados que quando os paramédicos chegaram Jackson não tinha pulso e eles não conseguiram restaurar a pulsação." Não foram divulgados mais detalhes e porta-vozes de Jackson não foram encontrados para comentar a notícia.
Mais cedo, o jornal Los Angeles Times informou que o cantor havia sido internado
às pressas por paramédicos do Corpo de Bombeiros que o encontraram sem respiração ao chegar na casa do músico.
Segundo o jornal, paramédicos iniciaram ressuscitação cardiopulmonar no local
antes de levá-lo ao UCLA Medical Center. Jackson iniciaria uma série de shows em Londres no dia 13 de julho até março de 2010. O cantor, cujos sucessos incluem "Thriller" e "Billy Jean", estava realizando ensaios em Los Angeles nos últimos dois meses.
Os ingressos para as 50 apresentações em Londres foram vendidos em apenas algumas horas, em março.
Jackson, que iniciou sua carreira como uma estrela infantil na banda "The Jackson 5" há mais de 40 anos, tem vivido em um virtual refúgio desde sua absolvição, em 2005, de acusações de abuso de crianças. Preocupações sobre o estado de saúde de Jackson aumentaram nos últimos anos mas os produtores dos shows de Londres, a AEG Live, disse em março que Jackson foi submetido a exames físicos de 4 horas e meia com médicos independentes.

Suspeito de tráfico é preso pela PM

Dinheiro, droga, celulares e eletrônicos foram apreendidos na operação
O rapaz suspeito de fazer parte de um esquema de distribuição e venda de entorpecentes na cidade de Imbituva, na região de Ponta Grossa, foi preso ontem de
manhã durante uma operação da Polícia Militar envolvendo as equipes do Serviço de Inteligência da 2ª Companhia, com sede em Irati, e da Rotam e do Canil, do 1º Batalhão. Ângelo Aparecido Amaral, conhecido pelo apelido de Piche, tem 20 anos e residia à Rua João Valdemar Kretscher, no Jardim Brasília.
O resultado dos trabalhos foi satisfatório, segundo avaliação da Polícia Militar. “Dando cumprimento a três mandados de busca e apreensão expedidos pela comarca daquele município, as equipes chegaram a um jovem de 21 anos, sobre o qual convergem inúmeras denúncias realizadas ao sistema Narcodenúncia, 181, as quais
relatam movimentação constante de usuários na residência do indivíduo, que estaria realizando a venda de crack no local, bem como em outras duas residências”, informou a PM.
Durante vistoria em um dos ambientes da casa foram achados aproximadamente 5 gramas de crack, aparelhos de som, uma frente de um cd player, 5 aparelhos celulares, R$ 374, bem como grande quantidade de papel alumínio,geralmente utilizado para embalar as pedras de crack. Sustentam os policiais que esses materiais são comumente encontrados em locais de tráfico, sendo apreendidos e encaminhados para a delegacia, juntamente com as denúncias recolhidas.
Em outro imóvel alvo da operação foram encontradas quatro munições de revólver calibre 38. O proprietário da residência também foi encaminhado à delegacia para prestar esclarecimentos. De acordo com a PM, ações dessa natureza são importantes para combater o crime a violência, em cidades do interior do Paraná.

DC

Irati tem um caso suspeito de gripe suina

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quarta-feira, 24, um novo boletim epidemiológico com os dados da nova gripe. De acordo com o informe técnico, cinco novos casos foram confirmados no Paraná.
Quatro deles estão localizados na 2ª Regional de Saúde, região de Curitiba, sendo que dois deles são de contatos próximos a um dos casos já confirmados, o que significa que são os primeiros casos autóctones do Estado.
Contudo, a Secretaria reforça que não há motivo para alarde, já que eles estão em isolamento, sendo monitorados e medicadas. Ambas são mulheres.
O terceiro caso dos quatro na região de Curitiba se refere a um paciente que teria contraído a doença no Paraná e teve o caso diagnosticado no Japão, onde ainda permanece. O quarto novo caso é de uma mulher contaminada na Argentina. Trata-se de uma jovem que retornou ao País no dia 15 de junho. Ela está em isolamento e sendo monitorada. O quinto caso é de uma mulher adulta da região de Foz do Iguaçu e que também veio da Argentina. Todos os pacientes passam bem.
No novo boletim a Secretaria também informou que foram descartados 14 casos, sendo seis da 2ª Regional de Saúde (Curitiba), dois da 20ª Regional de Saúde (Toledo) e outros seis da 9ª Regional de Saúde (Foz do Iguaçu). Também foram incluídos 17 novos casos suspeitos, sendo oito da 2ª Regional de Saúde, três da 17ª (Londrina), um da 10ª (Cascavel), três da 20ª (Toledo), um da 16ª (Apucarana), um da 3ª (Ponta Grossa) e um da 4ª (Irati). A Secretaria também informou nenhum novo caso em monitoramento foi notificado
O balanço final do Paraná neste novo boletim é de 10 casos confirmados, 26 suspeitos, 08 em monitoramento e 96 descartados.


Perguntas frequentes:
A gripe A (H1N1), conhecida popularmente como “gripe suína”, mata?
Assim como qualquer outra gripe, pode matar. A letalidade média da influenza sazonal é de 0,5%, enquanto outras, mais virulentas, como a gripe aviária tem a letalidade de 50%. Contudo, ainda não há uma estatística precisa sobre a letalidade deste novo tipo de gripe. O motivo é que os óbitos, por enquanto, ocorreram apenas no México e as estatísticas não são seguras o suficiente para se afirmar que outros casos, menos sintomáticos, também estejam sendo registrados no País, o que diminuiria o atual índice de 6% de letalidade, que ainda não é confiável.
Qual o motivo da doença estar sendo repassada e preocupar tanto?
A gripe está sendo causada por uma variação do vírus A H1N1. Por este motivo, não há carga imunológica de proteção, como ocorre na maioria das doenças. Portanto, ela tem maior transmissibilidade já que o organismo não reconhece prontamente o vírus o que impede o sistema de defesas do corpo de agir contra a gripe.

Há vacina para gripe A (H1N1)?
Por ser um vírus novo, ainda não há uma vacina disponível para a doença. Também não há comprovação que a imunização contra a influenza tradicional seja eficaz para diminuir os problemas ocasionados pelo novo tipo de gripe.

Comer carne de porco transmite a doença?
Não, o vírus não consegue sobreviver a uma temperatura superior a 70 graus. Então a carne suína bem cozida, frita ou assada não traz nenhum risco de contaminação.

Gripe A (H1N1)

Informações gerais sobre a doença

É uma infecção viral aguda do sistema respiratório que tem distribuição global e elevada transmissibilidade. O quadro clássico tem inicio abrupto com febre, mialgia (dores musculares e articulações) e tosse seca.
É um vírus RNA e subdivide-se em três tipos: A, B e C de acordo com sua diversidade antigênica. Os dois primeiros, principalmente os vírus influenza A, são altamente transmissíveis e mutáveis.
Os vírus influenza tipo “A” são encontrados em várias espécies animais, sendo as aves aquáticas silvestres seu principal reservatório. O tipo “A” é o responsável pelas pandemias periódicas de influenza com início na forma zoonótica, a partir de aves e suínos, e posterior adaptação para transmissão interhumana, como as pandemias ocorridas nos anos de 1918, 1957 e 1968 no século XX.
O principal modo de transmissão é o contágio mediato por aerossóis primários. A transmissão também pode ocorrer por contato com secreções nasofaríngeanas, daí a importância da lavagem adequada de mãos para o controle da doença. Eventualmente também pode ocorrer transmissão pelo ar, pela inalação de pequenas partículas residuais dessecadas, que podem ser levadas a distâncias maiores.
A influenza tem altas taxas de ataque, disseminando-se rapidamente na comunidade e em ambientes fechados.
O período de incubação varia entre um a sete dias com um período de transmissibilidade de dois dias antes até cinco dias após o início dos sintomas.

Texto: SC, com informações da SESA

quarta-feira, junho 24, 2009

Nutricionista supervisiona merenda escolar de Rebouças


Desde o início do ano letivo de 2009, a merenda escolar oferecida na rede municipal de ensino, em Rebouças, tem a supervisão e acompanhamento de uma nutricionista. “O objetivo é garantir a qualidade nos alimentos oferecidos aos nossos alunos”, ressalta o prefeito Luiz Zak.
Além desse acompanhamento, a nutricionista Vânia Correia realiza trabalho de orientação em sala de aula. “Estamos realizando um trabalho de reeducação alimentar, a importância de uma alimentação saudável para a vida”, menciona Correia. Segundo ela, a receptividade dos alunos sobre o tema é bem recebida, proporcionando que eles também possam levar os conhecimentos adquiridos para a vida em família.

Fonte: Clayton Burgath

Acidente de trânsito em Rebouças



Na manhã de 24 de junho, por volta das 8h30, aconteceu acidente de trânsito em Rebouças envolvendo dois veículos VW/Gol, no entroncamento das ruas Honorato Pinto Ferreira com Barão do Rio Branco. Segundo informações do proprietário de um dos veículos envolvidos, Osni Padilha, seu carro estava estacionado em frente a uma panificadora existente naquele local quando foi atingido pelo outro veículo.
“Um caminhão estava descendo a rua, e acabou fechando o outro Gol, que acabou colidindo com o meu carro que estava estacionado”, informou Padilha. No outro carro, além da condutora, havia mais três crianças. Ninguém saiu ferido.
O local onde aconteceu este acidente é um dos pontos críticos da cidade de Rebouças, pois, frequentemente ocorrem acidentes naquele entroncamento.

Fonte: Clayton Burgath

Crack é escondido em chácara


Nesta sexta-feira (19), por volta das 23h policiais militares de Rebouças e de Rio Azul abordaram um táxi, veículo GM Corsa sedam, placa de Irati, com os seguintes ocupantes: S. C. R., 33 anos e S. B. B., 18 anos. Após serem revistados e questionados confessaram que estavam comprando entorpecentes do elemento S., o qual informou aos policiais a localização de certa quantia de entorpecentes.
Segundo o policial Coltro, foram informados que a droga estava escondida em uma chácara - "Nós fomos até o local indicado e encontramos 50 papelotes de crack com aproximadamente 51 gramas", relatou.
Ambos foram encaminhados a Delegacia de Rebouças para as medidas cabiveis, sendo que o elemento S.C.R estava foragido há dois meses da Penitenciaria de Piraquara.


Fonte: SC, com informações Clayton Burgath

Unimed Ponta Grossa abre VI Salão de Artes


Trabalhos são consideradas pela crítica como reflexão da arte contemporânea atual
“A gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte. A gente não quer só comida, a gente quer saída para qualquer parte.A gente não quer só comida, a gente quer bebida, diversão, balé. A gente não quer só comida, a gente quer a vida como a vida quer”. A música “Comida” da banda brasileira Titãs, serviu de inspiração ao presidente da Unimed Ponta Grossa, Dr. Gilberto Baroni, na abertura do VI Salão de Artes. Em seu discurso ele comentou sobre a necessidade que as pessoas têm em apreciar a cultura e o compromisso que cooperativa faz questão em manter nessa área.
Ao todo foram 107 inscritos, mais de 300 obras e 9 estados participantes. Silvia Costa inscreveu-se no Salão pela primeira vez e teve as suas fotografias avaliadas como um dos melhores trabalhos apresentados no evento. A série de retratos que mostra um pouco da realidade do aterro de lixo de Ponta Grossa já havia sido usada em uma das reportagens escritas pela jornalista. “O Salão da Unimed é uma boa oportunidade para os fotógrafos, pois a fotografia também é uma forma de arte. Achei interessante constar essa categoria no regulamento tendo em vista que a maioria dos concursos oferece apenas a pintura como possibilidade”, disse. Eloir Junior e a esposa Carla Schwab vieram de Curitiba para receber, respectivamente, a premiação de quarto lugar e menção honrosa, ambos ficaram sabendo do Salão através da internet. Jr destacou a aceitação da técnica conceitual naífe e o valor que os jurados conferiram ao trabalho que resgatou um pedacinho da cultura paranaense através da cultura eslava. “Através do naífe representei o folclore paranaense na dança ucraniana. “Retratei em dois quadros uma dança onde as mulheres imitam o movimento das ondas do mar, isso demonstra os sentimentos, a delicadeza feminina. Foi ótimo escolherem um trabalho que referencia a própria cultura que ajudou a fundar o Paraná”, falou o artista.
No regulamento do VI Salão estavam previstas premiações para os cinco primeiros lugares, independente da técnica de cada um. Fábio Vicentin da cidade Guarapuava ficou na quinta posição com um trabalho em acrílica sobre tela (sem título), Eloir Junior de Curitiba com o quarto lugar e as obras Marená Ucrânia e Sagrada ceia das Etnias”. Da cidade de Ponta Grossa Giovana Correia com “Andy Wahrol” em terceiro lugar, Katia Velo com “Tapissérie I II e III” em segundo lugar e finalmente a pontagrossense Selda Schilklaper em primeiro com “Da Série Fragmentos – Fotografias”. A vencedora, que só não participou da primeira edição do evento, ressaltou o destaque do Salão nos principais sites do gênero que levam o nome da nossa cidade para conhecimento de inúmeras pessoas. “É bom a Unimed investir em artes, pois leva Ponta Grossa para todo o país”, lembrou a artista. Selda ainda elogiou a organização do Salão com a ampliação da participação dos artistas em várias fases de classificação dos trabalhos. Sobre o trabalho vencedor ela disse ter se inspirado no interior das cascas de uma fruta típica da época, o pokã. “Costumo procurar a beleza das coisas em lugares improváveis, sempre dando ênfase ao macro, como foi feito nos fragmentos - nove quadros de fotografias”. Questionada sobre o primeiro lugar no Salão, Selda se diz satisfeita só em ter a oportunidade de participar do concurso, pois tem a possibilidade de enriquecer o currículo.
Confluência com o contemporâneo “As 27 obras selecionadas para comporem o VI Salão se enquadram dentro das tendências da arte contemporânea”. Essas foram alguma das palavras do curador da exposição Celso Parubocz, que recentemente esteve participando de uma exposição de arte contemporânea no lugar que dita as tendências artísticas para o mundo – Paris. Com experiência e autoridade no assunto, Celso destacou a confluência dos trabalhos do Salão de Artes com a atualidade. “São trabalhos de extrema qualidade, e que representam o momento que vivemos dentro da arte, seja na técnica mais conceitual como o naífe, ou mesmo no hiper-realismo, que está muito em alta”, disse o curador. Além disso ele lembrou em seu discurso que a história da arte é a própria história do homem e, hoje ela se traduz no colorido, nas flores, na preocupação com o meio ambiente, com a saúde, entre outros aspectos. “Temos em Ponta Grossa uma exposição de artes que se identifica com a contemporaneidade e com o que acontece no mundo, isso é motivo de orgulho para nós”, disse.
Falando sobre aspectos gerais do Salão de Artes da Unimed, Celso fala na intenção em levar o evento para âmbito internacional. “Nossa ideia é ampliar o salão de artes fazendo com que a visibilidade da divulgação se torne internacional com mais inscrições. A cada ano queremos aumentar ainda mais o nível do Salão de Artes”, finalizou o curador.
A exposição das obras pode ser visitada até o dia 19 de julho no piso Superior (S) do Shopping Palladium – em frente à escada rolante. A entrada é gratuita.

Fonte : Assessoria de Imprensa Unimed PG

terça-feira, junho 23, 2009

Selecionados para a Mostra Regional de Artes Visuais realizada em Ponta Grossa

A Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Coordenação do Sistema Estadual de Museus -Cosem, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, realizou nos dias 9 e 10 de junho o processo de seleção dos trabalhos que irão compor a Mostra Regional de Artes Visuais do Estado do Paraná da Regional AMCG- Associação dos Municípios dos Campos Gerais.
Sob a coordenação de Marcos Coga, a Comissão de seleção foi composta por Alfi Vivern, Maria Ivone Bergamini e Rosane Santos, os quais avaliaram 66 (sessenta e seis) artistas inscritos com 162 (cento e sessenta e duas) obras, já que casa artista pode inscrever até 3 trabalhos em pintura, desenho, gravura, escultura, fotografia, instalações, performance, multimídia e outras manifestações visuais. De acordo com Coga, a avaliação considerou duas vertentes distintas entre a produção artística apresentada: uma dentro dos critérios conceitual e de contemporaneidade e outra com uma linguagem expressiva da realidade regional.
A abertura da Mostra Regional de Artes Visuais dos Campos Gerais se dará no dia 8 de julho, às 20h, na galeria João Pilarski, no Centro de Cultura Cidade de Ponta Grossa, permanecendo naquele local até o dia 14 de agosto. Foram selecionados 41 ( quarenta e um) artistas com 59 ( cinqüenta e nove obras).
Estarão em exposição os trabalhos selecionados e premiados que se seguem:

Premiados com R$ 1.000,00 (um mil reais) cada
Thaisa Justus - Obras: “Allstarzão” e “Sapatinho de Rubi” (Ponta Grossa)
Cristina Elisabete Domingues de Sá - Obras: “Social I” , “Social II” e “Social III” (Ponta Grossa)
Celso Parubocz - Obras: “Paisagem IV” e “Paisagem VI” – (Ponta Grossa)

Integrantes da Mostra ( Selecionados- Ordem Alfabética)
Ana Maria Marochi- Obras: “Araucária I” e “Araucária II” (Ponta Grossa)
Antonio Edinaldo de Paula Fonseca - Obra: “Amanhã” (Ponta Grossa)
Anselmo Rodrigues de Andrade Junior - Obra: “Cherliza” (Ponta Grossa)
Arletta Dekker Salomons - Obras: “Vacas na beira do rio” e “Extração de turfa” (Castro)
Artemis Caboclo de Oliveira Jendreieck - Obra: “Pinheiro solitário” (Ponta Grossa )
Astrid Verônica Jonker Schiochet - Obra: “Um vaso com flores” (Palmeira)
Clebert Gustavo Pereira - Obras: “Futuro do Brasil I”, “Futuro do Brasil II” e “Futuro do Brasil III” ( Ponta Grossa )
Cristina Padilha - Obra: “Cristalinas” ( Ponta Grossa)
Daniel Masetto do Amaral - Obras: “Igualdade” e “Razão e emoção” Ponta Grossa
Delmy Maria Kapp da Costa - Obras: “Destruição” e “Degradação” (Ponta Grossa)
Eduardo Luiz de Freitas - Obras: “Social I” e “Social II” (Castro)
Elioenai Padilha Ferreira - Obra: “O fim de tudo I” e “O fim de tudo III” (Ponta Grossa)
Erinilda Carvalho Parubocz - Obras: “Copos de Leite II” e “Copos de leite III” (Ponta Grossa)
Evelise Goetz Moro - Obra: “Duas morenas” (Ponta Grossa)
Felipe Otoniel de Oliveira Martins - Obra: “Zelo” Ponta Grossa
Haroldo Stark - Obra: “Esfinge” (Ponta Grossa)
Helga Marisa Pusch Betolini - Obra: “A leveza das flores” (Castro)
Isabel C. Trace - Obras: “Experimentos I” e “Experimentos III” (Ponta Grossa)
Ilsemarie Hampf Kachinski - Obra: “SuperAção II” (Castro)
Isis de Oliveira Jendreieck - Obra: “Brincadeira I “ ( Ponta Grossa)
Konstanty Horodyski - Obra: “Campos Gerais” (Ponta Grossa)
Lúcia Maria Amarante- Obra: “Cotidiano” (Ponta Grossa)
Marcelo Schimaneski - Obras: “Resistindo à modernidade” e “Plantando batata” (Ponta Grossa)
Marco A. M. Hansen - Obras: “O planeta está aquecendo” e “Globalizacion” (Ponta Grossa)
Marga Nye Cominato - Obra: “Explosão de uma estrela” (Ponta Grossa)
Maria Beatriz Cordega - Obra: “Meu amanhã” (Ponta Grossa)
Mariângela Digiovanni - Obra: “Essência” (Ponta Grossa
Marlene Gulin - Obra: “Poço do encanto azul” (Ponta Grossa)
Maureen Daiane da Mota - Obra: “Bailando” (Ponta Grossa)
Milene Gonçalves - Obra: “Eu quero te ver lá no céu” (Ponta Grossa)
Osíris Guimarães Junior - Obra: “Avó do Robson” (Ponta Grossa )
Selda Wagner Schilklaper - Obra: “Auto-retrato de um camaleão aflito” (Ponta Grossa)
Silvana dos Passos Silva - Obra: “Devoção” (Ponta Grossa)
Silvia Kugler - Obras: “Flor do cardo” e “Flores da Escócia” (Castro)
Silvia Rodrigues da Costa - Obra: “Arte de brincar I” (Ponta Grossa)
Valéria Iolanda Alessi” - Obra: “Mar revolto” (Ponta Grossa)
Wilton Correia Paz - Obra: “Réu auto-retrato” (Ponta Grossa)
Zunir Pereira Andrade Filho - Obra: “Paisagem São Luiz do Purunã” (Ponta Grossa)

PMPR

Toti Colaço tem contas desaprovadas pela Câmara

Ex-prefeito diz que a votação foi uma barbárie e com interesses políticos

Irati – Na segunda-feira (15) a Câmara Municipal de Irati em votação secreta e única aprovou o Decreto Legislativo 02/2009, que desaprovava as contas do Executivo Municipal do ano de 2004. Com seis (6) votos a favor do Decreto e quatro (4) contra, a decisão seguiu a orientação do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Toti Colaço deixou de pagar o Caixa de Pensão de Aposentadoria dos Servidores Públicos Municipais (Caps/Irati) uma quantia de aproximadamente R$ 250 mil, na época.

Desenrolar do processo
O presidente da Câmara Municipal de Irati, Sidnei Jonaldo Jorge, explica que o parecer do TCE chegou até a Câmara e lá ficou disponível para qualquer seguindo o prazo regimental, por um período de 90 dias. “O processo ficou a disposição por 90 dias para quem interesse tivesse para fazer alguma análise, questionamento ou defesa”, afirma o presidente. Vale lembrar que toda a população, dentro do prazo, pode ter acesso a esse tipo de processo.
O parecer do Tribunal de Contas ainda passou pela avaliação da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara que tem como presidente o vereador José Ronaldo Ferreira (Ronaldão), Rafael Felipe Lucas e Vilson Menon como membros. “Os três se reuniram, fizeram a análise do processo e deram um parecer favorável ao parecer do Tribunal de Contas”, conta Sidnei Jorge.
Na quarta-feira (10), dentro do prazo de 90 dias, foi encaminhado ofício ao ex-prefeito comunicando-o de que o processo seria votado dentro da Sessão Ordinária do dia 15. Durante a votação na Câmara, seis (6) vereadores votaram a favor do parecer do Tribunal de Contas e quatro (4) contra. Para que as contas de Toti Colaço fossem aprovadas seriam necessários sete (7) votos contra o Decreto.
Segundo o presidente da Câmara, a votação é secreta de acordo com o regimento interno da Casa de Leis. “O regimento diz que no caso de votação de parecer do Tribunal de Contas em relação as contas do Executivo, a mesma deve ocorrer de maneira secreta, em votação única e sem a possibilidade de discussão. A Câmara agora vai comunicar ao Tribunal o resultado desta votação e o TCE deverá tomar as medidas cabíveis”, enfatiza o vereador.

Defesa do ex-prefeito
Sobre a pendência com o Caps/Irati, Toti Colaço afirma que o motivo mais acentuado é um sequestro trabalhista de aproximadamente R$ 700 mil para o qual a Prefeitura não estava preparada. “Esse sequestro foi de uma ação trabalhista de um precatório originado em uma outra administração e não da minha. O Tribunal de Justiça da área do Trabalho, acabou sequestrando esse precatório e limpou as contas da Prefeitura. Nós ficamos em função disso, desprovidos financeiramente para fazer um melhor fechamento das contas municipais do ano de 2004”, explica Toti.
O ex-prefeito conta que dentre as contas, algumas pendências pequenas ficaram. A dívida com o Caps/Irati de acordo com Toti, seria paga no final do mês de dezembro, embora, pudesse ser paga parceladamente nos meses anteriores. “Mas nós tínhamos prazo até o final do ano para quitar isso, em função daquele sequestro, não previsto por nós, acabamos não podendo efetuar esse pagamento”, defende o ex-prefeito.
Toti salientou que poderia deixar de pagar alguns credores ou parte da folha de pagamento dos funcionários municipais e ter pago o Caps/Irati, mas preferiu atender os funcionários, e deixar a dívida para o prefeito Sérgio. “Ele já tinha sido eleito e havia tomado conhecimento desse problema”, conta.
De acordo com o ex-prefeito, por diversas vezes explicou e fez a defesa para o Tribunal de Contas, mas o TCE acabou por dar o parecer contrário em função do não-recolhimento. “Uma dívida da Prefeitura, não do prefeito. Com relação ao Caps/Irati, ficou uma pendência e louve-se a decisão do prefeito Sergio. Mandou uma mensagem para a Câmara reconhecendo aquela dívida e pedindo autorização para parcelar em 120 vezes. E a Câmara coerentemente, votou pela aprovação do parcelamento, saneando o parecer do Tribunal de Contas, corrigindo aquela falha”, afirma Toti.
“O Tribunal de Contas não vota, apenas dá um parecer técnico e a recomendação era pela não aprovação, porque havia essa lacuna, só que foi corrigido pela Câmara logo em seguida. Essa dívida foi parcelada, então deixou de existir, um verdadeiro absurdo”, alega Toti Colaço.
Segundo o ex-prefeito se a Câmara Municipal de Irati votasse o parcelamento antes do parecer do Tribunal de Contas, o parecer seria pela aprovação. “Eu estive diversas vezes em Curitiba e o Tribunal estava aguardando uma lei municipal autorizando o prefeito a parcelar. Agora já que a Câmara está mandando essa apreciação de contas que mande junto o parcelamento, para que eles pelo menos tomem conta desta barbárie de votação, deste absurdo”, frisa Toti.
O ex-prefeito ainda declara que a votação foi eminentemente política e que nada justifica a Câmara ter votado a favor do Decreto. “O parcelamento extinguiu praticamente este débito, que é do município de Irati, não é da minha pessoa física. A Câmara equivocou-se ou votou numa votação eminentemente política, ou com maldade, espírito de revanchismo ou perseguição. Não tenho como ver de uma outra forma a não ser desta, ou foram orientados tecnicamente erroneamente por quem presta assessoria”, enfatiza.
Sobre o fato de não ter comparecido na Câmara, Toti diz que quando o Tribunal de Contas precisou das informações foi enviado a ele um ofício com o prazo que tinha para comparecer. “Esse documento não existe da Câmara Municipal de Irati, eles deixaram a disposição, mas não tem nenhum ofício do presidente da Câmara me convocando ou pedindo para que eu fosse lá dar algumas explicações”, afirma.
“Eu tenho ofício do presidente mas não me convocando, não me convidando, apenas me comunicando que o processo está lá. A prestação de contas eu sei da frente para trás, de trás para frente. Eu não fui comunicado e convocado. Não posso chegar na tua casa se você não me convida. Eu não posso, não estou em campanha política, não sou candidato. Se eles tivessem me convidado, eu teria prazer ia chamar toda a imprensa para que pudesse publicamente esclarecer da melhor maneira possível”, finaliza Toti Colaço.

Palavra do Presidente
Sobre as declarações do ex-prefeito Toti Colaço sobre o parcelamento da dívida com o Caps/Irati, o presidente da Câmara Municipal Sidnei Jonaldo Jorge, diz que o parcelamento do Caps/Irati que ocorreu dentro do mandato do prefeito Sérgio Stoklos foi feito porque ele poderia ter problemas mais tarde se assim não procedesse.
“Isso não exime ou extingue o processo que foi montado dentro do Tribunal de Contas. Tive o cuidado de com alguns colegas pegar o processo e ir até o Tribunal de Contas. Comunicamos da situação que estava ocorrendo, que o processo estaria em votação e o TCE disse que todos os procedimentos tomados pela Câmara estavam corretos e em consonância com o Tribunal”, esclarece o presidente.
Segundo ele, durante todo o processo foram buscadas orientações e cuidados jurídicos. “Somos assessorados juridicamente, mas não satisfeitos ainda com a nossa assessoria, buscamos no Tribunal mais informações acerca da postura dos senhores vereadores e daquilo que nós estávamos fazendo a esta apreciação de contas”, declara Sidnei Jorge.
Para o presidente da Câmara não se fez necessário nenhum tipo de convite para que o ex-prefeito comparecesse para prestar esclarecimentos. Segundo ele, após receber o parecer do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, imediatamente o diretor-geral, Drº. Gustavo Sismeira, fez a publicação do mesmo de acordo com o regimento interno. “Se publicou, tornou público, então ficou aqui durante 90 dias. Como se isso não bastasse, nós oficiamos o ex-prefeito de que estaria em votação. Então ele teve de quarta até segunda-feira para se manifestar e isso não ocorreu”, fala.
Além do prazo regimental de 90 dias, esse processo já está correndo há algum tempo no TCE, e segundo Sidnei Jorge, o diretor do Tribunal, Dr. Mário Cecato, relatou que houve um prazo para que o ex-prefeito pudesse fazer a defesa com seus advogados. “Para nós aqui da Câmara o parecer do Tribunal de Contas do Estado do Paraná é algo seríssimo e que nós levamos em consideração”.
Além disso, o presidente quer salientar que a votação foi secreta conforme o regimento interno e que é proibido a manifestação do voto. “Nós acreditamos firmemente primeiro na capacidade de cada vereador de analisar e avaliar. Então a Câmara tinha o parecer do Tribunal de Contas, o parecer da Comissão de Finanças e a partir disso foi colocado em votação”, encerra Sidnei Jorge.

Tribunal de Contas
Em contato com o Tribunal de Contas, o conselheiro do Tribunal e relator do processo Fernando Augusto Mello Guimarães, disse que o que vale nesse caso é a época do processo (2004) e que o parcelamento feito pelo prefeito Sérgio Stoklos foi feito para sanar a irregularidade deixada pelo ex-prefeito Toti Colaço.

Texto: Marina Lukavy, da Redação.

Câmara vota projeto que pune alienação parental

Com o objetivo de criar instrumentos para punir pais ou mães que incitarem o filho a odiar o outro, a Câmara dos Deputados pode aprovar amanhã na Comissão de Seguridade Social e Família projeto de lei do deputado Régis de Oliveira (PSC-SP) que regulamenta e estabelece punições para casos de alienação parental. De acordo com o projeto, a Justiça determinará que uma equipe multidisciplinar, formada por educadores e psicólogos, ouça familiares, testemunhas e a própria criança ou adolescente, após denúncia de alienação parental.

A síndrome de alienação parental é caracterizada quando o filho é levado por familiares a odiar o pai ou a mãe depois de uma separação. Se comprovada a alienação parental por laudo, a pena máxima será a perda da guarda do pai responsável. “O Judiciário tende a ser conservador ao tratar do assunto. O projeto busca dar aos juízes e promotores ferramentas mais adequadas, criando definições e um ordenamento jurídico para lidar com o tema”, afirma o juiz do Trabalho Elizio Peres, autor da iniciativa de criar o projeto, juntamente com grupos e associações de pais que lidam com o tema.

Há um ano, Peres se envolveu em uma separação e passou a estudar o assunto. Discutiu o projeto com outras entidades, que fizeram 27 versões antes de apresentar o texto ao deputado. Se aprovado na Comissão de Família, o projeto ainda precisa passar na Comissão de Constituição e Justiça, antes de seguir para o Senado.

A alienação parental foi o que respaldou a decisão do juiz Rafael Pereira Pinto, da 16ª Vara Federal do Rio, no dia 8 de junho, favorecendo o americano David Goldman para ter a guarda do filho. Durante as entrevistas, S., de 9 anos, afirmava querer continuar no Brasil. A opinião da criança não foi levada em conta porque, a partir da análise de peritos, o juiz considerou que S. vinha sendo influenciado pela família materna.

Fonte: Agência Estado

Perde R$ 4mil em conto do paco

Irati – Ao meio dia desta segunda-feira (22), um elemento desconhecido abordou J.C.K. indagando ter um bilhete premiado, em seguida um outro elemento chegou e simulou uma ligação para confirmar os números do bilhete. J.C.K. acreditando no fato dirigiu-se ao Banco do Brasil e sacou R$ 4 mil reais, com o dinheiro em mãos, entregou aos elementos com a promessa de ganhar a quantia de R$ 150 mil reais.
Os dois elementos entregaram a J. um saquinho de tecido com uns papéis, alegando ter dentro a parte do prêmio do solicitante e tomaram rumo ignorado.

Três envolvidos no caso APMI em Rebouças são presos

Rebouças – Na tarde de sexta-feira (19), o Delegado da Delegacia de Polícia de Rebouças, Lúcio Lugli cumpriu o mandado de prisão temporária de três envolvidos diretamente no crime de peculato.
Segundo o delegado, os três envolvidos estão presos na delegacia de Rebouças à disposição do Juiz de Direito da Comarca. “Estamos trabalhando no caso faz um ano, sendo assim nós visamos com esta prisão temporária decretada a principio por cinco dias, podendo ser renovada, buscar esclarecer dados importantes na investigação e chegar a conclusão de quem era realmente beneficiado com o dinheiro da APMI”, declara o delegado.
Os presos são dois do sexo feminino e um rapaz que estão em salas separadas, ambos serão ouvidos nos próximos dias e, diante das informações que obtiveram com a quebra do sigilo bancário irá evidenciar e contrariar o primeiro depoimento que prestaram na unidade policial – “A principio as informações eram de que não tinham feito saque nenhum no Banco do Brasil de dinheiro da APMI, mas a quebra do sigilo bancário evidenciou justamente o contrário e agora com outras informações que tivemos com testemunhas e documentos nós vamos esclarecer realmente o que aconteceu”, conta.
O delegado pretende encerrar o caso dentro de um prazo de dez dias, o que segundo ele se tudo ocorrer dentro do esperado. Sendo assim, poderão esclarecer a população e relatar este inquérito para subsidiar o Ministério Público de elementos suficientes para sustentar uma ação penal contra eles pelo crime de peculato, formação de quadrilha e falsificação de documentos.

Texto: Silvia Costa, da Redação com informações de Clayton Burgarth

segunda-feira, junho 22, 2009

Carceragem superlotadas em Rebouças

Rebouças – Na madrugada do dia 21 ocorreu uma tentativa de fuga na carceragem da Delegacia de Polícia de Rebouças. Devido à superlotação nas celas onde a capacidade é para 12 presos, existe 23 detentos, resultado da efetiva ação policial no combate a criminalidade.
A frase pichada na parede do corredor, na carceragem – “Seja bem vindo no inferno”, na Delegacia de Polícia de Rebouças é uma noção do sentimento de quem cometeu um crime e agora cumpre sua pena. O local transforma-se num barril de pólvora, pronto para explodir uma tentativa de fuga.
Noroaldo Prestes, Investigador de Polícia que estava de plantão na carceragem informa que a tentativa de fuga se deu em uma das celas, utilizando-se de fios de energia elétrica em forma de “Tereza”, pedaços de tecido ou fios amarrados em forma de corda.
“Percebi a tentativa de fuga, pelo sistema de monitoramento eletrônico. Acionei o apoio dos policiais militares de Rebouças, Rio Azul e da Rotam”, comenta Prestes. Os presos foram isolados no solário para uma revista minuciosa em todas as celas.
Texto: Silvia Costa, com informações de Cláudio Burgarth

Justiça proíbe o Jogo do bicho

Mallet - No dia 18, por volta das 20h, através de uma denúncia anônima foi abordado um cidadão que estava de posse de um bloco com apostas do "jogo do bicho". Indagado sobre o bloco relatou que faz apostas do jogo do bicho na cidade de Mallet. O cidadão foi encaminhado a Delegacia de Polícia para as medidas cabíveis.
O jogo do bicho é proibido legalmente desde 1941, assim como os outros jogos de azar.

Homem desaparecido

Irati - Compareceu neste domingo (21) na 2ª Cia da Polícia Militar, Elaine Kusznir, na qual registrou que seu marido, Marcio Kusznir havia desaparecido. Conforme relatou Elaine, seu marido desapareceu no dia 20 de junho, por volta das 15h quando foi pegar o seu caminhão Scania, cor branca, placa AAG-3521, na Oficina do Tico. Segundo informações Marcio saiu do local por volta das 18h, rumo ignorado. Desde então, Marcio Kusznir não retornou para sua residência, não ligou para sua família e nem o caminhão apareceu. Marcio é loiro, de olhos verdes, aproximadamente 1,80m de altura e 90 kg. Informações avisar a Polícia Militar.

Objetos são roubados de veículos em Rio Azul

Rio Azul - Por volta das 21h, a equipe policial foi informada por Emília T. que seu veículo estava com o vidro do passageiro quebrado e no interior dele havia um pedaço de tijolo. O veículo de Emilia estava estacionado em frente ao Hospital de Rio Azul, sendo que ao verificá-lo não notou a falta de nenhum objeto.A equipe policial fez patrulhamento nos arredores, porém não encontraram nenhum suspeito. A vítima foi orientada aos procedimentos cabíveis.
Logo após veio até o Departamento de Polícia Militar, Pedro Ezequiel Z. declarando que seu veículo Gol que estava estacionado em frente à Igreja Matriz, teve o pneu socorro e o som do veículo furtados, juntamente com a carteira de identidade da sua esposa. Novamente foi realizado patrulhamento na região, mas não foi logrado êxito nas buscas. A vitima foi orientado a comparecer na Delegacia para registrar o furto qualificado.

Caminhão colide com fusca


Irati – Nesta quarta-feira (17), por volta das 16h40 ocorreu um acidente na Rua Vicente Machado com a Rua Abib Manzur envolvendo um caminhão MB 608, placas BWD 9049, conduzido por Celso Markowicz e o veículo Fusca, placas AIO 8626 conduzido por Emerson Veres. O condutor do veículo fusca teve ferimentos leves e foi encaminhado ao Hospital Santa Casa de Irati pelo Corpo de Bombeiros.

Plantação de maconha encontrada em Irati

Irati – Às 8h da manhã do dia 17, foi dado Cumprimento a Mandado de Busca e Apreensão expedido pelo Juízo de Direito da Vara Criminal da Comarca de Irati na residência, localizada à Rua Japão, Bairro Ouro Verde de propriedade de Márcio Adriano Szychta, 24 anos. No interior da residência foi encontrado um “tablete” de cinco gramas de maconha, uma mini balança de precisão (de plástico) e dois aparelhos dvd’s que não estavam acoplados a televisores. No quintal da residência foram encontrados 16 pés de maconha, de aproximadamente 20 cm cada. Sendo que nove deles estavam num recipiente de plástico preto, dois em uma garrafa descartável cortada pela metade e cinco em uma caixa de madeira. Os pés de maconha e o proprietário da residência foram encaminhados à Delegacia de Polícia.

Atropelamento com morte na Munhoz da Rocha

Irati – Na quinta-feira (18), ocorreu um acidente por volta das 7h30 na Rua Munhoz da Rocha esquina com Rua Carlos Thoms onde o Caminhão, placas HQI-5253, de Fernandes Pinheiro, conduzido por Osmar Vaz Ferreira veio a atropelar Maria Helena Procópio que estava cruzando a via. Maria Helena foi sorrida pelo Siate e encaminhada ao Hospital Santa Casa de Irati onde entrou em óbito.

Veículo capota na PRT 153

Irati – Na sexta-feira (19), por volta das 9h30 ocorreu um acidente no Km 347+500m da Rodovia Estadual, PRT 153 sentido Irati á Rebouças. O automóvel GM, Astra, placa ADZ-0363, de Irati, conduzido por Emanuela Kucharski, de 24 anos capotou a deixando com ferimentos leves. Emanuela foi conduzida ao Hospital Darci Vargas de Rebouças.

Droga é encontrada no eixo de veículo


Irati – No dia 20 (sábado), por volta das 11h da manhã, foi apreendido 2Kg de crack na BR 277, KM 245 no Posto da Polícia Rodoviária Federal em parceria com policiais de outras regionais. A droga estava escondida dentro do eixo do veículo Fiat Tipo, placas AHO 2003, de Curitiba, conduzido por Soeli Dias Fure, 28 anos, junto com ela havia uma menor de 13 anos.
Segundo a motorista do veículo, Soeli Fure, havia comprado as drogas em Foz do Iguaçu por R$ 16 mil reais e estava levando para Curitiba. Soeli foi levada a delegacia para os procedimentos cabíveis e a menor foi encaminhada ao Conselho Tutelar.

Texto: Silvia Costa, da Redação

domingo, junho 21, 2009

Ex atriz do SBT relata sua vida






Ponta-grossense que trabalhou ao lado de Silvio Santos e foi playmate da revista Playboy conta sua experiência no mundo artístico.

Aos 50 anos, a ponta-grossense Eni Novakoski, mais conhecida por Novani Novakoski, que foi atriz, modelo e manequim, cantora, ajudante de palco do Silvio Santos e playmate da revista Playboy dos anos 70 e 80, irá finalmente revelar os segredos dos seis anos de carreira artística no Brasil e no exterior. Atualmente, vive em Ponta Grossa e trabalha como professora de inglês e tradutora.
Depois de um casamento desfeito, aos 15 anos de idade, Eni mudou-se para São Paulo, onde iniciou sua carreira, em 1977, através de um amigo que a levou para fazer um teste no programa e na emissora do Silvio Santos. “Na época ainda era na Vila Guilhermina, eu fiz o teste e passei. A partir daí começou a aparecer oportunidades de trabalhos como atriz, participei da novela ‘O Espantalho’, de Ivani Ribeiro na TVS”, conta.
Mais tarde foi contratada para trabalhar ao lado de Silvio Santos como ajudante de palco: “O Silvio adorava as minhas covinhas”, sorri. Atuou também como atriz na novela “Tchan A Grande Sacada” contracenando com Eva Vilma e Raul Cortês.
Questionada sobre trabalhar ao lado de Silvio Santos declarou “Foi uma experiência muito boa para minha carreira artística e um aprendizado valioso para meu crescimento humano. Nós somente víamos o Silvio na hora da gravação dos programas, pois ele era bastante reservado e quando se relacionava com o pessoal do palco era quase sempre seco e rude. No dia que sua primeira esposa faleceu, nós ficamos todos apreensivos achando que não haveria gravação do programa, mas para nossa surpresa, ele não cancelou a gravação e trabalhou como se nada tivesse acontecido. Lembro-me que na época o Gugu era ainda um menino que andava pelos corredores da TV e nos intervalos das gravações ia buscar lanche para nós na esquina do estúdio!”
Outros trabalhos realizados por Eni, além de novelas, foram como modelo e manequim. Fotografada pelo famoso fotógrafo JR Duran saiu na Playboy, em 1980. “Eu fiquei conhecida como a primeira garota que o Duran fotografou para uma revista masculina, e não somente de modas. Fui Playmate (matéria e pôster) da revista Playboy”, relata Eni.
Já com seu nome artístico definido “Novani Novakoski” atuou em 11 filmes, principalmente com o produtor A. P. Galante e Walter Hugo Khouri. “Em três deles, fui a protagonista: ‘Na Violência do Sexo’, ‘O Pensionato das Vigaristas’, ‘Os Violentadores’. O que mais me marcou foi ‘Pensionato das Vigaristas’, pois eu fazia uma detetive, estilo ‘As Panteras’, o filme todo foi gravado no Rio de Janeiro, então eu uni o útil ao agradável (sorri). Trabalhei ao lado de nomes como: Sandra Bréia, Everton de Castro, Paulo Figueiredo, Miriam Rios, Nuno Leal Maia”.
Saudosa, ela lembra de quando foi passar um fim de semana em Guarujá “não tive sossego na praia. Tempos bons!”. E ela continua “Devo dizer que sentia orgulho quando as pessoas me reconheciam na rua e vinham pedir autógrafo, principalmente quando saí no pôster e matéria da Playboy, em 1980. Era uma loucura!”.

Relacionamento
No alto de sua carreira, conheceu o produtor e distribuidor de filmes Arnaldo Zonari Filho, com quem conviveu anos de sua vida. Apaixonaram-se. “Um dia chegou para mim e disse: ‘Mulher minha não precisa trabalhar’. Me impôs que, para convivermos juntos, eu abandonasse minha carreira. Bem, como o amor nos deixa cegos, abandonei sem pensar nas conseqüências. Confiei no que ele me prometeu: nunca me abandonar, cuidar de mim, me dar todo conforto e mordomias que eu nunca tinha conhecido. Fazíamos várias viagens, nacionais e internacionais. Conheci o mundo com ele”.
Segundo Eni, viveu 8 anos com Arnaldo, até que um dia o mundo de fantasias dela começou a desmoronar. “Quisera eu saber que estava cometendo o maior erro da minha vida em deixar minha carreira por amor a um homem! Hoje ele ainda mora, com outra, na cobertura que eu ajudei a decorar, em São Paulo. E eu estou aqui dando duro na vida para pagar o pão de cada dia!”, desabafa.
Com problemas de saúde na época, fez cirurgia e retirou os ovários. Aos 22 anos Eni não podia mais engravidar, em decorrência da cirurgia começou a ganhar peso. “Meu amado, que sempre conviveu com mulheres belíssimas, não suportou o fato de viver com uma gorda, como ele me chamava, e fez o que eu jamais imaginei que faria: abandonou-me. Pior, sem nada. Por desespero, tentei o suicídio tomando uma overdose de Prozac, em Palm Springs, na Califórnia onde morava na época. Subi na calçada com o carro e fui socorrida”. Eni passou três dias na U.T.I., perdeu tudo, carreira, marido, sonhos, auto-estima, orgulho. E mais, não pôde realizar seu sonho que era ser mãe.
Devido a todos os altos e baixos de sua vida, hoje sofre de depressão crônica e síndrome
do pânico, o tratamento é feito com medicamentos fortes e devido a isso, não consegue trabalhar ministrando as aulas de inglês. “Me sinto um Zumbi, com tonturas, tremedeiras e não raciocino direito! Então vivo triste e tenho insônia. Acordo no meio da noite e fico pensando se não seria melhor morrer do que viver desta forma”, desafaba Eni.
Lembra-se de Arnaldo, o grande amor de sua vida “não tenho com quem conversar e trocar idéias sobre as atribulações diárias pois vivo sozinha. Arnaldo me dava este apoio, ainda hoje sonho com ele e choro o dia todo!”.
Hoje, Eni espera encontrar um companheiro que, segundo ela, deve ter amor e respeito ao próximo e aceitar as pessoas como são. Ser honesto, transparente, carinhoso e fiel. “O que me chama a atenção num homem é a maneira que ele se comporta e se veste. Não precisa ser uma pessoa de posses, se tiver melhor ainda (sorri). Não gosto de homem de bigode ou barba e não gosto daqueles que frequentam baladas, pois, para mim, isso indica que ele não está a fim de nada sério com ninguém”.
A fama lhe trouxe na época dinheiro, sucesso profissional e um amor frustrado. Com a experiência que tem hoje, segundo ela, faria tudo de novo. Porém, não deixaria jamais um amor mentiroso e egoísta acabar com a sua carreira. “Meu maior sonho é voltar a trabalhar em TV e cinema, e, porque não, fazendo fotos para gordinhas e comerciais em geral? Pois apesar da idade, as pessoas dizem que sou bonita e charmosa e ainda tenho talento (sorri novamente). Não posso deixar de dizer que também procuro encontrar minha alma gêmea para eu não me sentir tão sozinha, né?”, finaliza.


Texto: Silvia Costa

sábado, junho 20, 2009

PRF apreende 2 kg de pasta base de cocaína

DESTINO Para o inspetor chefe da 3ª DPRF, Guaraci
Chem, cocaína seria levada para o exterior
Policiais da 3ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal
(PRF), com sede em Ponta Grossa, apreenderam dois quilos
de pasta base de cocaína, ontem, à tarde, durante uma
fiscalização de rotina realizada na BR-277, em Irati. A
droga foi encontrada no fundo falso de uma bolsa de
viagem, segundo informou o inspetor Guaraci Chem.
A localização do entorpecente aconteceu durante uma
inspeção de um ônibus que seguia de Foz do Iguaçu para
Curitiba. A dona da bolsa é uma mulher de nacionalidade
paraguaia de 28 anos. Ela foi encaminhada à Delegacia da
Polícia Civil para qualificação e indiciamento. O
destino do entorpecente, segundo Chem, seria o exterior.
Essa foi a segunda apreensão de entorpecente nessa
região do Paraná, realizada pela PRF. Na última
terça-feira, policiais apreenderam 294,7 quilos de
maconha. A abordagem ao carregamento aconteceu na altura
do km 242. A droga tinha saído de Foz do Iguaçu e seguia
para Curitiba. Um adolescente foi apreendido.

sexta-feira, junho 19, 2009

Justiça Federal determina devolução de imóveis da APMI ao Estado

Entidade havia cedido os bens indevidamente à UNIMED Ponta Grossa para custear dívidas; decisão atende ações propostas pelo MP-PR e MPF

A Associação de Proteção à Maternidade e Infância (APMI), entidade filantrópica situada em Ponta Grossa, na região de Campos Gerais, deve devolver ao Estado terrenos e imóveis que havia cedido, indevidamente, à UNIMED Ponta Grossa. A determinação veio da 2ª Vara da Justiça Federal na Comarca, e atende ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Paraná, via 11ª Promotoria de Justiça, e pelo Ministério Público Federal. Conforme relatado pelo MP-PR e pelo MPF, a cessão dos imóveis seria ilegal porque contraria as condições impostas pelo Estado à época da doação dos mesmos para a APMI (década de 1950), sobretudo a de manter nesses locais unidades de assistência médica dirigidas à população carente da cidade. O autor da ação pelo Ministério Público do Paraná é o Promotor de Justiça Fuad Faraj e pelo MPF o Procurador da República Oswaldo Sowek.

Na decisão, o Juízo Federal determinou que a APMI, “diretamente ou por intermédio da UNIMED ou de terceiros, continue a prestar os serviços médico-hospitalares, com a finalidade de não haver prejuízo ao atendimento da população, pelo prazo de 120 (cento e vinte), após o trânsito em julgado da decisão”.

Ainda segundo a sentença, depois desse período, o Estado do Paraná e a União, via SUS, devem providenciar outro local para atender os serviços de obstetrícia e neonatal atualmente prestados pela APMI ou assumir a responsabilidade de prestar os serviços nos imóveis ora revertidos para o Estado do Paraná, “conforme a melhor e mais adequada decisão a ser tomada em âmbito da administração pública”.

** Veja no link http://www.jfpr.gov.br/comsoc/noticia.php?codigo=4071 release da Justiça Federal sobre a decisão, bem como no endereço http://www.trf4.jus.br/trf4/processos/visualizar_documento_gedpro.php?local=jfpr&documento=3575294&DocComposto=&Sequencia=&hash=d53af2bd2a50fd497965dde51da760b8 a íntegra da sentença.

MPPR

PM descobre plantação de maconha em Irati

CONFISCO Os pés de maconha foram encontrados numa residência no bairro Ouro Verde
Uma operação deflagrada nessa manhã de quarta-feira, em Irati, pelo 1º Batalhão da Polícia Militar, resultou na apreensão de 16 pés de maconha e de uma balança de
precisão. As plantas, com aproximadamente 20 centímetros de altura, estavam num recipiente de plástico preto, numa garrafa descartável cortada pela metade e em caixa de madeira. Também foi apreendido um tablete da mesma droga pesando aproximadamente 20 gramas. Os policiais o encontraram dentro da geladeira.
As equipes saíram às ruas para o cumprimento de mandado de busca e apreensão. A droga foi achada na residência de Márcio Adriano Szychta, 24, no bairro Ouro Verde. “O monitoramento da casa já acontecia há cerca de um mês, e também já haviam diversas denúncias anônimas registradas no 181(Narcodenúncia) delatando movimentações de pessoas e carros para adquirir drogas no local”, diz nota divulgada pelo 1º BPM.
A operação envolveu policiais do Serviço de Inteligência e das Estações do Projeto Povo Centro e Vila São João, da 2ª Companhia, de Irati, além do Canil da PM de Ponta
Grossa. Dois cães farejadores auxiliaram nas buscas. Márcio foi levado á delegacia para interrogatório e indiciamento.

FONTE: DC

quarta-feira, junho 17, 2009

STF derruba exigência do diploma para o exercício do Jornalismo

Em julgamento realizado nesta quarta-feira (17/06), o Supremo Tribunal Federal deu provimento ao Recurso Extraordinário RE 511961, interposto pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de São Paulo. Neste julgamento histórico, o TST pôs fim a uma conquista de 40 anos dos jornalistas e da sociedade brasileira, tornando não obrigatória a exigência de diploma para exercício da profissão. A executiva da FENAJ se reúne nesta quinta-feira para avaliar o resultado e traçar novas estratégias da luta pela qualificação do Jornalismo.

Representantes da FENAJ e dos Sindicatos dos Jornalistas do RS, PR, SP, MG, Município do RJ, CE e AM acompanharam a sessão em Brasília. O presidente da Comissão de Especialistas do Ministério da Educação sobre a revisão das diretrizes curriculares, José Marques de Melo, também esteve presente. Do lado de fora do prédio - onde desta vez não foram colocadas grades - houve uma manifestação silenciosa. Em diversos estados realizaram-se atos públicos e vigílias.

Às 15h29 desta quarta-feira o presidente do STF e relator do Recurso Extraordinário RE 511961, ministro Gilmar Mendes, apresentou o conteúdo do processo encaminhado pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de São Paulo e Ministério Público Federal contra a União e tendo a FENAJ e o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo como partes interessadas. Após a manifestação dos representantes do Sindicato patronal e da Procuradoria Geral da República contra o diploma, e dos representantes das entidades dos trabalhadores (FENAJ e SJSP) e da Advocacia Geral da União, houve um intervalo.

No reinício dos trabalhos em plenário, às 17h05, o ministro Gilmar Mendes apresentou seu relatório e voto pela inconstitucionalidade da exigência do diploma para o exercício profissional do Jornalismo. Em determinado trecho, ele mencionou as atividades de culinária e corte e costura, para as quais não é exigido diploma. Dos 9 ministros presentes, sete acompanharam o voto do relator. O ministro Marco Aurélio votou favoravelmente à manutenção do diploma.

“O relatório do ministro Gilmar Mendes é uma expressão das posições patronais e entrega às empresas de comunicação a definição do acesso à profissão de jornalista”, reagiu o presidente da FENAJ, Sérgio Murillo de Andrade. “Este é um duro golpe à qualidade da informação jornalística e à organização de nossa categoria, mas nem o jornalismo nem o nosso movimento sindical vão acabar, pois temos muito a fazer em defesa do direito da sociedade à informação”, complementou, informando que a executiva da FENAJ reúne-se nesta quinta-feira, às 13 horas, para traçar novas estratégias de luta.

Valci Zuculoto, diretora da FENAJ e integrante da coordenação da Campanha em Defesa do Diploma, também considerou a decisão do STF um retrocesso. “Mas mesmo na ditadura demos mostras de resistência. Perdemos uma batalha, mas a luta pela qualidade da informação continua”, disse. Ela lembra que, nas diversas atividades da campanha nas ruas as pessoas manifestavam surpresa e indignação com o questionamento da exigência do diploma para o exercício da profissão. “A sociedade já disse, inclusive em pesquisas, que o diploma é necessário, só o STF não reconheceu isso”, proclamou.

Além de prosseguir com o movimento pela qualificação da formação em jornalismo, a luta pela democratização da comunicação, por atualizações da regulamentação profissional dos jornalistas e mesmo em defesa do diploma serão intensificadas.

FENAJ

terça-feira, junho 16, 2009

PRF faz apreensão de drogas



Irati - Nesta terça-feira (16), por volta das 10h30 a Polícia Rodoviária Federal apreendeu aproximadamente 350 Kg de maconha na BR 277, Km 245. Segundo o chefe do posto policial, Cláudio Adão, um motorista que estava na BR achou estranho o comportamento do rapaz no veículo Montana e avisou a equipe policial. Em seguida, a equipe do posto policial rodoviário fez a abordagem do veículo Montana, placa ALL 8625, de Curitiba onde constataram no bagageiro, uma quantidade grande de droga. O condutor do veículo, O.R.S., 17 anos, não disse o destino da droga, porém estava vindo de Foz do Iguaçu. O rapaz já tem passagem pela polícia, sendo um deles o artigo 157 (porte ilegal de arma).
Verificado as documentações do veículo, esta em nome de Elizeu Nascimento de Almeida – “o veículo está com 68 multas”, conta o chefe do posto. Ambos foram encaminhados para os procedimentos legais cabíveis.
Texto e foto: Silvia Costa, da Redação

Homem embriagado atravessa caminhão na via

Irati - Ás 23h30 de segunda-feira (15) havia na estrada de Gonçalves Junior um caminhão atravessado na via. O caminhão, um Mercedez Benz, azul, placas BWE-5711, conduzido por Pedro Kelte foi detido e encaminhado a Delegacia de Polícia. No local foi realizado o exame do etilômetro e constatado embriagues, valor 0,81 Mg/L foi feito notificações para o mesmo.

Assaltantes roubam malote de mercado

Ipiranga – Nesta segunda-feira (15), por volta das 14h40 a proprietária do Mercado Blum entrou em contato com a Polícia Militar relatando que havia sido assaltada quando deslocava-se ao banco para levar um malote com uma quantia em dinheiro aproximada de R$ 22 mil.
Segundo a proprietária do mercado, dois homens fortemente armados a assaltaram. Após a chegada da polícia no local, populares informaram que os assaltantes haviam abandonado um veículo Vectra, placas AVM-6688, da cidade de Curitiba, pelo motivo de não ter conseguido dar a partida e, saíram correndo a pé. Sendo o veículo Vectra foi furtado em Curitiba. Em seguida três elementos identificaram-se como sendo policiais e abordaram o condutor do veiculo Escort, placas AAS-4444 furtando-o. A equipe fez patrulhamento na região não obtendo êxito na localização dos mesmos.

Texto: SC, da Redação com informações da PM

Caminhões colidem no trevo de Irati



Irati – Nesta segunda-feira (15), por volta das 15h50 ocorreu um acidente no trevo principal de Irati, sentido BR 277 envolvendo um caminhão volvo com carroceria tanque carregado de produtos químicos, placa DPE-7458, de Limeira/SP, da Empresa Contatto, conduzido por Silvio Virgilio Pacheco, 60 anos, que tentava atravessar para a PRT 153 e colidiu frontalmente com a carroceria da carreta bi-trem – placa AJX 7685, carregado de soja, conduzido por Leandro Menon, 25 anos da empresa Agrícola Cantelli, de Guarapuava que tinha como destino o porto de Paranaguá.
Segundo informações de testemunhas, o caminhão tanque tentava atravessar o trevo, sentido Imbituva, avançou a pista BR 277, fazendo com que o bi-trem que vinha pela BR 277 choca-se com a cabine do caminhão a arremessando a aproximadamente uns 8 metros de distância.
Segundo o motorista Leandro Menon, o caminhão tanque invadiu a pista, da BR 277 – “Eu tentei desvia-lo, mas não consegui, atingiu a cabine dele, a qual se desprendeu do veículo”, conta nervoso.
O motorista Silvio Virgilio Pacheco teve ferimentos graves e foi levado ao Hospital Santa Casa de Irati pelo Corpo de Bombeiros. Porém veio a falecer horas depois e foi encaminhado ao IML de Ponta Grossa.
Texto: Silvia Costa, da Redação
Fotos: Marina Lukavy

segunda-feira, junho 15, 2009

Foge da cadeia para vingar-se da ex-namorada


Ipiranga – Na madrugada desta sexta-feira (12), no município de Ipiranga, o presidiário Julio Augusto da Costa Freitas, 35 anos, rendeu o carcereiro, Jair Camargo com uma barra de ferro e o prendeu numa das celas da delegacia com outros sete presos. Segundo o carcereiro - “Júlio aproveitou a oportunidade quando eu estava recolhendo de volta na carceragem um detento que trabalha na cozinha da Delegacia de Polícia”, relatou. Depois roubou o veículo Pálio do carcereiro, foi até a sala do delegado e pegou um revólver calibre 38 e uma escopeta calibre 12 dizendo que iria se vingar de familiares.
Em seguida, dirigiu-se até a residência de sua ex-namorada Nilcelma de Fátima Gonçalves, de 25 anos, localizada na Rua 7 de Dezembro, no Jardim Araucária e assassinou-a com 4 disparos de armas de fogo na cabeça, e um disparo contra a menor R.G.G., de 7 anos que estavam dormindo no momento. Nilcelma entrou em óbito no local, sua filha foi encaminhada às pressas ao Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, mas entrou em óbito durante a viagem.
Segundo informações da Polícia Militar, o preso Júlio teria ameaçado de matar todos os parentes que o denunciaram. “Foi entrado em contato com os parentes para ficarem alerta ou deixarem a residência”. Julio estava aproximadamente 90 dias encarcerado na cadeia pública de Ipiranga acusado de violência doméstica. Ele teria usado um martelo para agredir a mãe. Usou essa mesma ferramenta para danificar móveis, o imóvel e um carro.
Foi deslocado viaturas de Irati, Imbituva e Policiamento velado de Ponta Grossa para ajudarem nas buscas do cidadão, porém sem êxito. Por volta das 7h da manhã, segundo informações 190, no bairro Mutirão II, na Rua Josefa Vieira, próximo à região central de Ipiranga ouviram disparos de arma de fogo e avistaram uma pessoa caída na plantação de soja. No local estava o presidiário Julio que havia se suicidado, utilizando a escopeta calibre 12 roubada da Delegacia de Polícia local. As armas roubadas foram aprendidas. E o veículo recuperado.

Texto: Silvia Costa, da Redação com informações da PM

Rapaz alcoolizado tumultua hospital

Irati - Neste domingo (14), Cleverson César Padilha embriagado causou desordem na Rua Dezenove de Dezembro, no centro da cidade. A polícia Militar foi chamada, após a chegada dos mesmos, Cleverson saiu correndo e adentrou a um corredor ao lado da Loja Agressiva onde acabou se ferindo com um corte na cabeça e mão, em seguida foi acionado o Siate que conduziu-o até a Santa Casa de Irati.
Quando estava sendo atendido no hospital começou a ameaçar e ofender o médico de plantão e não quis ser medicado, saindo do Hospital Santa Casa gritava palavras de baixo calão e com um soco quebrou a porta de vidro temperado. Em seguida saiu correndo, mas, foi detido por seguranças do Grupo Àguia que o entregaram a PM, Cleverson foi medicado na Santa Casa e após conduzido até a Delegacia para as devidas providências.

Encontrado cadáver em Imbituva

Imbituva – No domingo (14), a Polícia Militar recebeu uma ligação anônima através do 190, por volta das 7h informando que nas margens da rodovia PR 153, saída para Ponta Grossa, próximo ao Clube Indústria havia um corpo. A PM foi até o local e verificou que o homem se encontrava em óbito. Porém, não tinha documentos para identifica-lo.

Rapaz embriagado nega ordens policiais

Rio Azul – No domingo (14), por volta das 1h30 a Equipe da Policial Militar fazia patrulhamento nas proximidades da Igreja Ucraniana de Rio Azul, devido a uma festa junina. Quando deparou-se com um veículo Kadett, cor cinza, que transitava em alta velocidade pela Rua Manuel Ribas, efetuando manobras bruscas e colocando em risco sua vida e a de terceiros, pois no local havia alta concentração de pessoas.
O motorista Miguel A. Z., de 22 anos, foi abordado próximo à Danceteria "FOR ALL", porém negou obedecer às ordens policiais, sendo necessário usar da força para conter sua resistência. Miguel exalava alto teor etílico, foi detido e encaminhado até a 2ª Cia de Polícia de Irati. Realizado o teste de alcoolemia, constatou-se o valor de 0,36 mg/l de álcool no sangue. Foi lhe dado voz de prisão, sendo autuado em flagrante delito por "Conduzir veículo sob influência de álcool" e reconduzido até a Delegacia de Rio Azul, onde foi entregue para serem tomadas às medidas pertinentes ao fato.
Miguel também foi autuado pelo Código de Trânsito Brasileiro nos Artigos 165, que é dirigir sob influencia de álcool, onde a multa é de 5 vezes o valor da infração gravíssima, no artigo 175, e no artigo 169, infração leve, por dirigir sem os cuidados indispensáveis a segurança. A Carteira Nacional de Habilitação foi apreendida e repassada ao Detran de Irati, sendo que o infrator deverá passar pelo Curso de Reciclagem de Condutores.

Mandado de prisão preventiva

Irati – No dia 12, Willian Carlos Cardozo, 25 anos, foi preso na Rua Maranhão, na Vila São João, após ser expedido pela Vara Criminal da Comarca de Irati um mandado de prisão preventiva. William foi preso devido ao tráfico de entorpecentes, além de ter passagens pela polícia, por situações de roubo, porte ilegal de arma de fogo e corrupção ativa.
Willian foi morador do conhecido “Casarão”, localizado à Rua dos Operários, onde havia tráfico de entorpecentes, sendo filho da detida, Lindamil Cardozo, presa em flagrante no dia 17 de fevereiro deste ano, também por tráfico de drogas.
No momento do cumprimento do Mandado de Prisão, estava junto seu irmão Wesley, 18 anos, que se encontrava dirigindo um caminhão Mercedes Benz, placas AIJ-8763, não sendo habilitado para tal. O referido caminhão foi encaminhado à 2ª Cia e liberado ao proprietário, mediante apresentação dos documentos e após lavradas às notificações cabíveis.

sábado, junho 13, 2009

Ipiranga tem madrugada de horror

Preso foge da cadeia com armas da polícia, mata a ex-namorada, a filha dela e depois é achado morto

A pacata Ipiranga, um dos municípios paranaenses com um dos menores índices de violência, situada a 40 quilômetros de Ponta Grossa, se comove e procura
entendimento e conforto para minimizar a dor causada pela desgraça ocorrida na madrugada dessa sexta-feira,na Rua 7 de Dezembro, no Jardim Araucária. Nilcelma
Fátima Gonçalves, 25, e a filha dela Rauane Gonçalves Gasparello, de apenas sete anos, foram feridas a tiros, no interior da própria casa. O autor do duplo homicídio
é o presidiário Júlio da Costa Freitas, 35. Ele também morreu.
Detalhes da tragédia foram relatados nessa manhã de sexta-feira, ao jornal Diário dos Campos, por Ana Lucimara Gonçalves , 25, irmã de Nilcelma e tia da criança. Na porta do Instituto Médico Legal de Ponta Grossa, onde aguardava a liberação dos corpos, ela contou como tudo aconteceu. “O Júlio estava preso há três meses, aproximadamente. Por volta da 1 hora da manhã ele fugiu da cadeia e se dirigiu para a nossa casa. Todos nós estávamos dormindo. Ele arrombou a porta, foi para o quarto delas e fez os disparos. Depois ele fugiu”, conta.
Ana Lucimara se acordou com o primeiro estampido. Ela levantou-se rapidamente e foi ao quarto da irmã e da sobrinha. A cena foi muito forte, segundo avalia. “Os
tiros foram na cabeça. Foram vários disparos.
Provavelmente as duas estavam dormindo quando foram baleadas. A Nilcelma morreu na hora. A Rauane agonizava.Nós a pegamos e levamos para o hospital da cidade. A
menina foi transferida imediatamente para o Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, mas ela morreu durante a viagem”, diz. “Foi muito horrível o que aconteceu. É algo que a gente nunca mais vai conseguir superar”, complementa.
Edeval Gasparello, tio de Rauane, quer uma apuração rigorosa para esclarecer todos esses fatos. Em seu entendimento, a culpa pela tragédia também cabe à
polícia. “Ele (o Júlio) fugiu com um revólver e uma escopeta pertencentes ao Estado (polícia). Uma dessas armas foi usada para os crimes. Também usou o carro do
carcereiro para ir à casa delas (das vítimas)”, assinala. Para Ronaldo Gasparello, pai da menina, o principal responsável pelos assassinatos não seria quem apertou o gatilho, mai sim quem deveria ter evitado a fuga do criminoso. “O único assassino está solto”, diz, referindo-se ao carcereiro Jair Camargo. Ronaldo
esclarece que não era namorado de Nilcelma e que a criança nasceu de uma relação casual. Quando os corpos de Nilcelma Fátima Gonçalves e da filha Rauane Gonçalves Gasparello entravam no necrotério da seção técnica do IML, por volta das 7 horas da manhã, a polícia de Ipiranga anunciou ter achado o corpo do assassino Júlio da Costa Freitas, na Rua Josefa Vieira, no bairro Mutirão II, a aproximadamente um quilômetro
distante do duplo homicídio. O cadáver encontrava-se na plantação de uma lavoura, conforme informou o perito Henrique Kramek Júnior, do Instituto de Criminalística
de Ponta Grossa. Ele se matou possivelmente com um tiro de escopeta.
O responsável pela Delegacia de Ipiranga é o delegado operacional da 13ª SDP, Rodrigo Cruz. Além do duplo assassinato, ele instaurou uma sindicância para esclarecer as circunstâncias da fuga. As armas roubadas da delegacia já foram apreendidas. Uma delas foi encontrada na residência das vítimas. O carro do carcereiro também foi localizado.

Fuga será apurada pela polícia
Júlio da Costa Freitas, 35, estava preso há aproximadamente 90 dias na cadeia pública de Ipiranga acusado de violência doméstica. Ele teria usado um martelo para agredir a mãe. Usou essa mesma ferramenta para danificar móveis, o imóvel e um carro. A desconfiança de que seria condenado e transferido para Ponta Grossa, o atormentava. A qualquer custo ele tentaria escapar, segundo apurou o Diário dos Campos.
O plano de fuga foi colocado em prática nos primeiros minutos da madrugada dessa sexta-feira. De acordo com informações fornecidas pela PM, Júlio rendeu o carcereiro Jair Camargo com uma barra de ferro no momento em que o funcionário da delegacia conduzia outro detento para a cela. Trancou-o na cela com outros criminosos, foi à sala do delegado e pegou o revólver calibre 38 e a escopeta. Deixou o local com o carro do carcereiro – um Pálio.
A PM soube da fuga casualmente. De acordo com um policial, a equipe havia saído do Destacamento para dar atendimento uma ocorrência de disparo de arma de fogo na Rua 7 de Dezembro, no Jardim Araucária, onde moravam Nilcelma Fátima Gonçalves, 25, e a filha dela Rauane Gonçalves Gasparello. No deslocamento os soldados passaram em frente à delegacia, quando ouviram os pedidos de socorro de Jair Camargo.
Júlio, antes de se fugir da cadeia, teria dito a alguns presos que seguiria diretamente para a casa da família com o intuito de matar a mãe e os três irmãos, a quem responsabilizava pela sua prisão. Entretanto, ele não chegou a cumprir esse roteiro, indo para a residência da ex-namorada. “Nós passamos a madrugada inteira fazendo campana e realizando buscas. Pela manhã soubemos que ele havia se matado”, conta o chefe da Seção de Furtos e Roubos da 13ª SDP, José Carlos Vargas.

Diário dos Campos

sexta-feira, junho 12, 2009

Salão de Artes Plásticas Paulo Wagner de Ponta Grossa




A Secretaria de Cultura e Turismo divulgou as obras que integraram o Salão de Artes Plásticas Paulo Wagner de Ponta Grossa 2009, que aconteceu nos dias 8 de abril a 28 de maio, no Centro de Cultura.
Segundo a secretária Elizabeth Schmidt, as obras foram avaliadas através de critérios estético-artísticos pelo júri de seleção. A abertura do Salão de Artes Plásticas aconteceu na quarta-feira (8), às 20h, somente para convidados. De 9 abril a 28 de maio a exposição estará aberta para visitação, de segunda à sexta-feira, das 13h às 18h. Cada artista plástico inscreveu-se até três obras, com tema livre nas categorias pintura, desenho, gravura, escultura e fotografia.
As obras foram avaliadas e julgadas nos dias 28 e 29 de março pelos artistas Elvo Damo, Nilza Procopiak e Fernando Bini.
Participaram 68 artistas e destes 24 foram selecionados com 41.
O vencedor do Salão de Artes foi Elioenai Ferreira com o primeiro lugar com a obra “Túmulo I”; o segundo lugar foi para Felipe Martins, com o conjunto de obras “Homem Rococó I”, “Homem Rococó II”; e o terceiro colocado foi Marcelo Schimaneski com a obra “Colhendo Uva”.
Os prêmios foram R$ 1,2 mil para o primeiro colocado, R$ 1 mil para o segundo e R$ 800,00 para o terceiro. A comissão julgadora concedeu ainda títulos de Menção Honrosa para os artistas Cleber Gustavo Rosa Pereira pelo trabalho em fotografia “Mais que um olhar”; para Selda Wagner Schilklaper com o conjunto de obras “Muda – Dança dos aflitos I”, “Muda – Dança dos aflitos II” e “Muda – Dança dos aflitos III”.
Foram selecionados para compor o Salão de Artes Plásticas “Paulo Wagner”, os seguintes artistas e suas respectivas obras: - Alexandre Santiago com as obras “Refletir” e “Concluir”; - Ana Lima com a obra “Marinha”; - Carlos Alexandre Schneider com as obras “Arco Iris” e “Sem título”; - Cecília Issa com as obras “Ilusões I” e “Ilusões II”; - Clebert Gustavo com as obras “Mais do que um olhar” e “Brincar ainda é preciso”; - Cleis Selski com a obra “Negra de Dogon”; - Cristina Sá com as obras “Adereços de moça I” e “Adereços de moça II”; - Delmy Maria Kapp da Costa com a obra “Ternura”; - Elioenai Ferreira com as obras “Túmulo I”, “Túmulo II” e “Catedral”; - Fabiano de Oliveira Pontes com a obra “Ainda”; - Felipe Martins com as obras “Homem Rococó I”, “Homem Rococó II” e “Homem Rococó III”; - Gilmar Antunes com a obra “Sincretismo e Concretismo”; - Izabel Mendes da Silva com a obra “Pôr do Sol”; - Lenita Stark com as obras “Igreja São Vendelino” e “Igreja de Uvaia”; - Luis Dias com a obra “Guerreiro Apache”; - Marcelo Schimaneski com as obras “Colhendo Uva” e “Resistindo a Modernidade”; - Marlene Gulin com as obras “Elos d’água I” e “Elos d’água III”; - Rafaela Prestes Remeika com as obras “Mergulho” e “Supus”; - Sebastião Natálio com as obras “A dor é branca” e “Dúvida”; - Selda Schilklaper com as obras “Muda-Dança dos aflitos I”, “Muda-Dança dos aflitos II” e “Muda – Dança dos aflitos III”; - Silvana Passos com a obra “Movimento - Dança III”; - Silvia Costa com as obras “Primavera na Caserna”, “Repetição Verde Oliva” e “Desordem e Progresso”; - Veraliz Cominato com as obras “Paisagem panorâmica da cidade de Pedra de Vila Velha”; - Zunir Andrade com a obra “Marinha com pescadores e meninos”.

PMPR

Defesa a profissão e o jornalismo

quinta-feira, junho 11, 2009

Ernesto Vilela e 'Mauá' terão radares

Cinco novas máquinas serão instaladas nos próximos dias e motorista terá 15 dias para se adaptar aos novos limites

A Autarquia Municipal de Trânsito iniciou ontem a instalação dos radares na Avenida Visconde de Mauá. Ao todo cinco máquinas foram adquiridas e garantirão a fiscalização também em frente ao Colégio General Antônio Sampaio, na Avenida Carlos Cavalcanti, e ainda na Avenida Ernesto Vilela. Nestes três pontos as máquinas devem entrar em funcionamento dentro de 15 dias e os motoristas terão mais 15 para se adaptar aos novos limites de velocidade. A locação das máquinas foi feita através de licitação, e o órgão já iniciou procedimentos para aquisição de mais 12 máquinas.

Segundo o diretor do Departamento de Engenharia de Tráfego Viário, Mauro Nunes de Lara, na 'Mauá' a fiscalização ocorrerá nas quatro faixas, nos dois sentidos da via, e a velocidade máxima permitida será de 40km/h. "Estamos instalando os sensores no asfalto para que em seguida as máquinas sejam colocadas e possam ser aferidas pelo Inmetro", explica. Em levantamentos feitos na 'Mauá', a média de velocidade constatada pelos radares móveis foi de 80km/h. "Velocidade elevada para um ponto com grande fluxo de pessoas, na via que é principal acesso a muitas vilas", garante Nunes, confirmando pedidos da população e dos vereadores para fiscalização neste ponto. Na Avenida Carlos Cavalcanti, em frente ao Colégio Estadual General Antônio Sampaio a fiscalização será retomada. "Um acidente de trânsito, no final do ano passado, destruiu as duas máquinas que fiscalizavam as quatro faixas e agora o monitoramento está sendo retomado", descreve. A velocidade máxima, confirma Nunes, continuará sendo de 40km/h, como já ocorre em outro ponto da mesma via, em frente ao Colégio Estadual General Osório.

Já na Avenida Ernesto Vilela a velocidade máxima permitida será de 60km/h e ocorrerá apenas na pista sentido Centro para o bairro. De acordo com Nunes, a licitação de mais cinco radares já foi iniciada, com a abertura das propostas na semana passada. "Se tudo transcorrer normalmente dentro de 10 dias estes equipamentos já estarão sendo locados", adianta. Além disso, a locação de outras sete máquinas depende ainda de decisão judicial. "Os procedimentos foram suspensos por mandados de segurança".

Mais pontos serão fiscalizados

A Autarquia já constatou a necessidade de radar na Avenida Monteiro Lobato, no cruzamento das ruas Operários e Ermelino de Leão, além da Avenida Visconde de Taunay e da pista Centro para o bairro da Avenida Ernesto Vilela. Estes devem ser os próximos pontos a serem fiscalizados. Atualmente quatro equipamentos fazem as fiscalizações sobre excesso de velocidade em Ponta Grossa. Segundo Nunes, são duas máquinas na Avenida Carlos Cavalcanti, em frente ao Colégio General Osório, que abrangem as quatro faixas, além da Avenida Visconde de Taunay sentido Centro para o bairro e no final da Rua Balduíno Taques. Em todos estes pontos a velocidade permitida é de 40km/h. Os equipamentos estão sendo locados pela Autarquia e cada faixa fiscalizada custa R$ 1,4 mil por mês. O contrato, firmado por 12 meses, contempla instalação, operação e manutenção dos equipamentos.

fonte: jmnews.com.br

PF investiga venda de remédios pela internet

Uma clínica e um consultório foram apontados em sites como pontos de comercialização de medicamentos

Mais uma vez Ponta Grossa desponta, agora no cenário nacional, como rota de comercialização de medicamentos ilegais. Na manhã de ontem a Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão em um consultório e uma clínica na cidade. Ninguém foi preso, mas as investigações prosseguem para identificação dos envolvidos na venda de remédios contrabandeados, falsificados e até proibidos, em sites na internet, conforme o delegado da PF, Carlos Eduardo Sobral, que não divulgou mais detalhes sobre os inquéritos, para não atrapalhar as investigações. A Operação Virtua Pharma foi desenvolvida em oito estados e no Distrito Federal simultaneamente, resultado de seis meses de investigações. As ações foram instigadas por denúncias de internautas. Os agentes da PF monitoraram 40 sites que seriam usados para a comercialização dos medicamentos e confirmaram a prática criminosa em 36 deles.

Até a noite de ontem 11 pessoas haviam sido presas em flagrante, sendo três delas em Cascavel e uma em Maringá, além dois presos em Santa Catarina, mais dois em São Paulo, um no Distrito Federal, um no Ceará e outro no Rio Grande do Sul. "São remédios sem registro e com venda proibida e extremamente prejudiciais à saúde, pois conforme constatou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) contém bactérias e pode causar desde alergias até óbito", alerta. A encomenda era feita via internet, o pagamento da droga por boleto ou depósito bancário, e a entrega pelos Correios. "Os responsáveis responderão por contrabando, Artigo 334, e crime contra a Saúde Pública, Artigo 273, crime hediondo cuja pena de reclusão varia de 10 a 15 anos", calcula.

Sobral destaca que não se trata de uma rede de comercialização, mas de crimes isolados. Além das prisões, foram apreendidas 507 caixas de abortivos, 128 caixas de anabolizantes, 450 caixas de medicamentos para disfunção erétil e 2,4 mil caixas de outros medicamentos. Esta foi a primeira operação nacional que a PF realizou em parceria com a Anvisa.

PG na rota estadual da receptação

No dia 22 de maio, ações do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) desarticulou esquema estadual de comercialização de remédios roubados.Foram apreendidas 100 caixas de medicamentos roubados e dois empresários continuam presos. O esquema da quadrilha envolvia criminosos de Curitiba, Foz do Iguaçu, Cascavel, Guarapuava, Ponta Grossa, Irati e Prudentópolis. O Gaeco já confirmou 10 roubos de cargas avaliadas em R$ 4 milhões. Já foram presas 15 pessoas, sete estão indiciadas em inquérito e seis integrantes já identificados estão foragidos.

Farmacêutico apresenta notas fiscais

Em nota divulgada ontem, através dos seus advogados, Osíres Antônio Pedro Biase, proprietário da Farmácia do Trabalhador, esclarece que não foi detido, mas que foram cumpridos mandados de busca e apreensão em vários estabelecimentos farmacêuticos, um deles na Farmácia do Trabalhador, onde foram encontradas quatro unidades de remédios sob suspeita de que fariam parte de um lote de medicamentos roubados. Osíres voluntariamente apresentou notas fiscais dos produtos apreendidos e, diante das provas, o empresário foi liberado no mesmo dia da operação policial. "Portanto o delegado do Gaeco equivocou-se em comentar que o empresário estaria indiciado por crime de receptação qualificada", diz a nota de esclarecimento enviada ao Jornal da Manhã.

fonte: jmnews.com.br

Polícia prende mulher de traficante que matou policial


Policiais da Delegacia de Homicídios prenderam sexta-feira (5) e ontem (8), cinco pessoas remanescentes de uma quadrilha que na última quinta-feira (4) entrou em confronto com agentes da especializada, que levou a morte do policial Valter Pimentel e do traficante Hirosshe de Assis Eda. Foram presos Paola Aparecida Miguel, 20 anos, companheira e cúmplice do traficante morto; Daniela Lemos de Souza, 27, Vanderval Almeida Correia, 62, e Leonácel Itamar Monteiro, 24, e Jussara do Rocio Babiz Gonçalves. Durante as prisões foram encontradas pequenas porções de crack e cocaína.

A primeira suspeita a ser presa foi Jussara. Ela foi detida na sexta-feira em sua casa, no bairro Sítio Cercado. Segundo informações da polícia, o local era um dos pontos que Hirosshe pegava droga para abastecer o tráfico.

As demais prisões aconteceram no ínicio da noite de segunda-feira (8), após a polícia localizar o esconderijo utilizado por Paola. “Segundo nossas investigações, logo após o primeiro confronto entre a polícia e a quadrilha, ocorrido na quinta-feira, Paola procurou refúgio em um apartamento no edifício Asa e posteriormente em uma casa na rua Riachuelo, usada com pensão pela traficante Daniela, local onde ela estava até ontem”, explica o delegado.

De posse de um mandado de prisão, equipes da DH invadiram o local e prenderam Paola e Daniela. De acordo com o delegado chefe da DH, Hamilton da Paz, a cúmplice de Hirosshe está envolvida em vários homicídios praticados pela quadrilha. “São pelo menos sete homicídios confirmados, dentre o de quatro travestis, que contaram com a participação da Paola, todos praticados com requintes de crueldade. Existem fortes indícios do seu envolvimento em outras mortes. Já estamos levantando todos os crimes em que ela está envolvida.” Explicou.

Depois de prender as duas mulheres, os policiais seguiram até o apartamento do edifício Asa, que era utilizado como ponto de encontro entre traficantes e usuários de drogas. No local foram presos, Vanderval e Leonácel. Contra este último foi cumprido um mandado de prisão por homicídio.

“Com estas prisões estamos quase fechando o caso que culminou com a morte de um policial desta especializada na semana passada. O trabalho daqui pra frente é levantar todos os crimes ligados a esta quadrilha e prender o restante de seus membros”, afirmou o delegado Hamilton.

Paola e Leonácel vão responder por homicídios e vilipêndio à cadáver (profanar, desrespeitar ou ultrajar o cadáver). Daniela, Jussara e Vanderval foram indiciados por tráfico e associação para o trafico. Os homens estão recolhidos no Centro de Triagem II em Piraquara. As mulheres foram encaminhadas para o Centro de Triagem I, no centro da cidade. Todos ficam presos à disposição da Justiça.