Google+ Followers

segunda-feira, junho 01, 2009

Avião da Air France com 228 pessoas a bordo desaparece dos radares

A Air France disse que o avião desaparecido hoje no Atlântico com 216 passageiros e 12 membros da tripulação comunicou a ocorrência de um curto-circuito a bordo, após ter atravessado uma área de forte turbulência. A hipótese "mais verosímil" é que o voo AF 447 que assegurava a ligação entre o Rio de Janeiro e Paris tenha sido "atingido por um raio", disse François Brousse, director de comunicação da Air France.A mensagem referente ao curto-circuito foi enviada às 03h14 (hora de Lisboa) e o avião já estaria "muito avançado no Atlântico" quando desapareceu dos radares, disse fonte da Força Aérea Brasileira. O Brasil já iniciou buscas na sua costa.Já não há "nenhuma esperança" para o voo Rio-Paris, disse à agência de notícias francesa um responsável aeroportuário em Paris. "Neste momento o avião já teria acabado as suas reservas de combustível, por isso, infelizmente temos de colocar o cenário mais trágico", disse à Reuters Jean-Louis Borloo, membro do Governo.A Força Aérea do Brasil confirmou entretanto que já começou à procura do avião. Henry Wilson, um porta-voz, disse à Reuters que aviões tinham partido da ilha de Fernando de Noronha, ao largo da costa nordeste do país. Ao início da tarde, um avião militar francês estacionado em Dacar, no Senegal, partiu também para a zona, a fim de colaborar nas buscas.O Airbus 330-200 desapareceu dos radares, incluindo dos militares, quando sobrevoava o oceano Atlântico - o avião deveria ter chegado ao aeroporto Roissy Charles de Gaulle pelas 11h00 (10h00 em Lisboa). Terá sido na zona da ilha Fernando de Noronha, a 345 quilómetros do estado do Ceará, que desapareceu dos radares, pelas 7h00 (hora portuguesa).“A Air France lamenta anunciar que está sem notícias do voo AF 447 que efectua a ligação Rio-Paris com 216 passageiros a bordo e partilha a emoção e a inquietação das famílias envolvidas”, disse à AFP uma porta-voz da companhia aérea. Foi já aberto um gabinete de crise no aeroporto de Roissy, em Paris, onde está o secretário de Estado dos Transportes, Dominique Bussereau. "A inquietação é muito grande em Roissy. O avião desapareceu dos ecrãs de controlo há várias horas. Pode tratar-se de uma avaria das comunicações, mas este género de avarias é muito raro e o avião não aterrou como previsto às 11h10 [10h10, hora portuguesa]", disse à AFP uma fonte aeroportuária.A secretaria de Estado das Comunidades portuguesa informou entretanto que já está em contacto com as autoridades brasileiras e francesas para averiguar se estariam portugueses a bordo. Foram abertos dois números de telefone de urgência para as famílias: um número verde para ligar a partir de França (0 800 800 812) e outro para o estrangeiro (00 33 1 57 02 10 55).Cinco italianos estavam a bordo, noticiou já a agência italiana Ansa. O Governo marroquino confirmou também que três cidadãos nacionais (dois homens e uma mulher) seguiam a bordo.

Texto: Público.pt

Aeronáutica inicia buscas a avião desaparecido
O Departamento de Controle da Aeronáutica iniciou hoje as buscas a uma aeronave da Air France. O voo 447, que deixou o Rio de Janeiro às 19h de ontem e deveria ter pousado às 6h10 de hoje (horário de Brasília) em Paris, não vem sendo detectado pelos radares desde pelo menos metade do percurso, uma vez que já não teria sido percebido pelos equipamentos instalados na Ilha do Sal. Os voos de busca estão partindo do Arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco.

O avião leva 216 passageiros e 12 tripulantes a bordo. De acordo com Aeronáutica, as buscas estão sendo realizadas pelo órgão porque, de acordo com tratados internacionais, o Brasil é responsável pela fiscalização de uma área que compreende três vezes a dimensão do país e grande parte do Oceano Atlântico.

Da Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR

Um comentário: